Volta Redonda Notícias

Shopping causa transtorno para mãe que desejava “pegar um Uber”

O novo Shopping causou transtornos para uma mãe para ir embora do Park Sul ontem, dia 24, durante a chuva.

O fato é que a segurança do novo shopping, impediu que  motoristas do aplicativo Uber entrassem após as 22:00h para atender uma chamada de uma mãe com sua filha doente(gripada) que desejava voltar para casa.  A mãe, teve que andar até a beira da Rodovia dos Metalúrgicos no meio da chuva para ingressar no Uber. Importante ressaltar que a praça de alimentação fecha às 23:00h.

Um dos motoristas que tentou entrar, chegou a explicar na cancela para o segurança que estava chovendo e que precisava atender uma mãe com uma criança pequena que estava gripada, mas, mesmo assim, foi impedido de entrar.

Ontem eu também estive lá e percebi sim uma desorganização que não deveria ocorrer visto a expectativa criada com os consumidores.

 

 

Prefeitura faz obras em creches e centros educacionais de Volta Redonda

foto divulgação Secom

Prefeitura está realizando obras em creches e centros educacionais durante o ano de 2018

Pensando no ano letivo de 2019, a prefeitura de Volta Redonda segue se programando para atender mais alunos na rede municipal de ensino. Em breve duas novas creches serão entregues para a população, oferecendo aproximadamente 500 vagas na educação infantil. Só no ano de 2018 foram investidos mais de cinco milhões em reformas nas unidades escolares.

O prefeito Samuca Silva destacou que todos esses investimentos beneficiarão os alunos em 2019.

“Essas vagas que serão disponibilizadas com a entrega de duas novas creches vão contribuir tanto na qualidade do ensino como também para as famílias que terão um local seguro e preparado para deixar seus filhos. Nosso compromisso é com a população de nossa cidade”, disse.

O Centro Municipal de Educação Maria dos Santos Ribeiro Higino, do bairro Vila Rica, vai oferecer cerca de 250 vagas do berçário ao segundo período, atendendo crianças de quatro meses aos cinco anos em tempo integral. O Centro Municipal de Educação Irlei Lobo, do bairro 249, também vai atender cerca de 250 crianças em tempo integral. E o espaço será utilizado também pelos alunos do Centro Municipal de Educação Infantil Zilda Arns, que vai entrar em reforma.

De acordo com a Secretária de Educação, Rita Andrade, em breve as unidades vão estar funcionando.

“Com essas novas unidades, vamos ter mais funcionários. Novas vagas  surgirão e assim vamos atender mais pessoas. Outras unidades da rede municipal também devem receber melhorias ainda em 2018 para no próximo ano estarem adaptadas e com mais conforto ”, declarou.

Ao todo, 13 unidades escolares do município estão recebendo ou vão receber obras. Segundo Samuca Silva, muitas escolas estavam precisando de melhorias.

“Quando nossa gestão assumiu, muitas unidades escolares apresentavam problemas de estrutura. Começamos as obras em algumas delas e entregamos à comunidade do bairro Santo Agostinho uma creche municipal. Estamos, ainda, trabalhando para que todas ofereçam condições de acessibilidade, pois sabemos que a inclusão é essencial”, enfatizou.

A secretária de Educação, Rita Andrade, destacou que a Chamada Escolar para o próximo ano letivo já foi concluída.

“Através desse processo podemos atender a demanda de forma transparente e democrática. Ao todo, mais de três mil inscrições para as creches, que atendem crianças de zero a três anos foram feitas no mês de setembro pelos responsáveis interessados. E mais de 570 inscrições foram realizadas para a pré-escola que atende crianças de quatro e cinco anos. Em breve será amplamente  divulgado o resultado da Chamada Escolar 2019”, finalizou.

 

Contran suspende resoluções que tratam das placas do Mercosul

Dando cumprimento à decisão tomada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) que barrou a adoção das novas placas de identificação de veículos no padrão dos países do Mercosul, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) suspendeu nesta quarta-feira (24) a vigência das duas resoluções que tratavam do assunto.

O presidente do Contran, Maurício Alves, disse que o órgão cumpriu a liminar “enquanto aguarda no mérito ou em instância superior a possível mudança da decisão final” do recurso impetrado por meio da Advocacia-Geral da União (AGU). A deliberação do Contran foi publicada no Diário Oficial da União de hoje e suspende as resoluções 729, de 06 de março de 2018, e 733, de 10 de maio de 2018.

Além da AGU, a Associação Nacional dos Fabricantes de Placas Veiculares (ANFAPV) também entrou com recurso na 5ª Turma do TRF1. A entidade manifestou em nota o desejo de que a questão judicial seja resolvida o mais rápido possível, de modo a impedir a manutenção do “quadro caótico de clonagem de placas e furto de veículos para o comércio ilegal em países vizinhos”.

Decisão do TRF1

A decisão da desembargadora Daniele Maranhão da Costa, do TRF1, em Brasília, que suspendeu a adoção das placas de veículos do Mercosul, atendeu a pedido da Associação das Empresas Fabricantes e Lacradoras de Placas Automotivas do Estado de Santa Catarina (Aplasc).

Na decisão, a desembargadora argumenta que as resoluções 729/18 e 733/18 do Conselho Nacional de Trânsito (Conatran) atribuem competência ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para fazer o credenciamento de empresas fabricantes e estampadoras de placas. Entretanto, diz a desembargadora, a atribuição é conferida aos departamentos de Trânsito (detrans) dos estados.

O estado do Rio de Janeiro era o único do país que já vinha adotando o emplacamento do Mercosul quando houve a decisão do TRF1. O Detran do estado informou que foi notificado hoje da decisão judicial e anunciou que vai recorrer da sentença, acompanhando as ações impetradas pelo Contran.

Prejuízos

De acordo com o Contran, a decisão da Justiça provoca reflexos negativos para as empresas fabricantes e estampadoras de chapas que investiram em modernização e segurança fabril para a confecção das novas placas, “comprometendo, assim, o cumprimento da Resolução 033/2014, que trata da Patente e Sistema de Consulta sobre Veículos do Mercosul”.

O Detran RJ defendeu o novo modelo de placas, afirmando que são mais baratas e melhoram as condições de combate ao crime de clonagem e roubo de veículos. “Tais benefícios foram aprovados pela população, visto que apenas no primeiro mês 154 mil veículos adotaram a placa Mercosul”, destacou o órgão.

Fabricantes

No recurso judicial, a Associação Nacional dos Fabricantes de Placas Veiculares (ANFAPV) disse que a decisão judicial tratou dos serviços públicos de emplacamento e selagem de placas veiculares previstos no Artigo 22 do Código do Trânsito Brasileiro (CTB), “quando, em verdade, as resoluções suspensas do Contran regulamentam o credenciamento de fabricantes e estampadores de placas veiculares, atividade privada e totalmente distinta daquelas tratadas na decisão. Portanto, há um nítido equívoco na análise do caso”.

Na avaliação da entidade, isso traz “grave lesão à economia pública, prejuízos reflexos à estatal federal Serpro, que planejou e realizou investimentos para desenvolvimento do novo sistema, bem como aos detrans de Pernambuco, Bahia, Alagoas, Espírito Santo, Minas Gerais, Ceará, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rio Grande do Sul, que já solicitaram a alteração de seu órgão para o padrão Mercosul no ambiente de homologação do Serpro”.

Segundo a ANFAPV, existem no Brasil muitas fábricas clandestinas que atendem a quadrilhas especializadas. “Com o mercado sem a devida organização, torna-se possível a aquisição de equipamentos para montar uma fábrica de placas clandestina no modelo atual (placa cinza)”, afirmou em nota.

Publicado em 24/10/2018 – 20:29

Por Alana Gandra – Repórter da Agência Brasil  Rio de Janeiro

Fotografamos e avaliamos o novo Shopping. Veja aqui os prós e contras

Entrada B do Shopping

Inaugurado o novo shopping de Volta Redonda, a primeira impressão é muito boa, logo ao chegar porém, ainda não tinham placas de sinalização na entrada o que causou uma pequena confusão para descobrir se era saída ou entrada. Outro fator que deixou a desejar foi a falta de estacionamento coberto, já que pegar chuva para entrar em um Shopping não é legal.

A Havan, conforme eu mostro nas fotos abaixo, já está praticamente toda pronta, restando apenas a inauguração mesmo.

Vista externa da loja Havan
Imagens internas da loja Havan

Imagens internas da loja HavanImagens internas da loja Havan

Imagens internas da loja Havan
Imagens internas da loja Havan
Imagens internas da loja Havan
Entrada B -Hall
Futura loja Marisa – Quiosque do Bob,s e Espaço C
Os pets também podem visitar.
Loja Riachuelo – Entrada externa
Foto Interna – Riachuelo
Entrada A – Bramil
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Corredores amplos
Cadeiras para descanso
Hall das escadas rolantes
Hall das escadas rolantes
Hall das escadas rolantes
Hall das escadas rolantes
Futura Loja Renner
Banheiros muito bem acabados
Banheiros muito bem acabados
Praça de alimentação no 2º andar
Praça de alimentação no 2º andar
Mesas e cadeiras da praça de alimentação

Prós: Corredores amplos, banheiros bem acabados, acessível, estacionamento não está sendo cobrado, ar condicionado muito bom, quando tudo terminar o consumidor terá mais opções de lojas.

Contra:  Falta sinal grátis de Wi-fi, sinalização do shopping está incompleta, muitas lojas ainda estão fechadas, estacionamento sem cobertura, escadas rolantes desligadas.

A proposta do novo Shopping é muito boa, é um shopping amplo, já com padrões modernos para o modelo de estabelecimento. Apenas parece que houve uma pressão para inaugurar o Park Sul inacabado. Senti falta também das praças de alimentação com cadeiras confortáveis como nos shoppings de alto padrão, pelo padrão do shopping poderia ser melhor.

Enfim, daqui a alguns meses acredito que tudo estará afinado e terminado, uma vez que faltam metade das lojas aproximadamente. Ir agora? Vale à pena para dar um passeio. Não foi encontrada nenhuma loja com promoções de inauguração.

 

330 pinos de cocaína, um revólver, uma pistola, munição e rádios são apreendidos pela Polícia Militar

 

 

Foto: Divulgação

Foi preso na manhã de hoje no bairro Boa Vista, 23, Lucas Mendes dos Santos, de 23 anos, suspeito de tráfico de drogas. De acordo com a Polícia Militar, ele estaria andando armado pelo local fazendo ameaças, dizendo que mataria morador ‘X9’ e policial que aparecesse no local. Ele foi preso por tráfico e porte ilegal de arma de fogo.

Os agentes da 2ª Cia. do 28° Batalhão da Polícia Militar (BPM), sob supervisão do capitão Alcimar Videira, foram até a Rua K1 após informações, passadas pela sala de operações, dando conta de que um elemento estava alterado no local, intimidando os moradores.  Diante das informações, as guarnições da Patamo I (sargento Pablo e cabos Rondinele, Flávio e Werneck) e Patamo II (2° sargento Jaques, sargento Risso e cabos Moraes e Fernandes), seguiram para o bairro, localizando um homem com as mesmas características passadas pelo denunciante (camisa e bermuda cinza).

Após revistar os suspeitos, os policiais encontraram em posse do preso: um revólver Taurus calibre .38, com sete munições intactas, uma pistola Taurus 938, calibre .380, com 15 munições, três rádios Baofeng e 330 pinos de cocaína.

Diante disso, ele informou aos PMs ser chefe do tráfico local.

Ele foi encaminhado até a 90ª Delegacia de Polícia, onde foi autuado por tráfico e posse de arma, permanecendo preso à disposição da Justiça.