Volta Redonda Notícias

Haddad cita versículo que não existe na Bíblia no Roda Viva

Foto: Reprodução: Roda Viva

Nesta segunda-feira (22), o candidato à Presidência da República Fernando Haddad (PT) cometeu uma gafe durante a entrevista ao programa Roda Viva. Nas considerações finais, o petista foi perguntado pelo apresentador Ricardo Lessa sobre sua frase preferida e ele citou um versículo bíblico.

– Quem salva uma vida, salva o mundo inteiro – declamou.

No entanto, a frase apresentada não existe na Bíblia. Haddad declarou, na realidade, um trecho do Alcorão a respeito da vida do fiel muçulmano. O trecho é referente ao Alcorão 5:32, que diz “se alguém matar um muçulmano seria como se ele matasse toda a humanidade, e se alguém salvar uma vida muçulmana, seria como se ele salvasse a vida de toda a humanidade.”

Repórter que fez matéria do #caixa2doBolsonaro tem WhatsApp hackeado; Folha pede para PF investigar ameaças

Jornal solicitou ao TSE a instauração de um inquérito pela Polícia Federal para investigar “uma ação orquestrada com tentativa de constranger a liberdade de imprensa”.

A Folha de S.Paulo entrou com pedido no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira (23) solicitando a instauração de um inquérito pela Polícia Federal para investigar “uma ação orquestrada com tentativa de constranger a liberdade de imprensa”.

Segundo o jornal, a repórter Patrícia Campos Mello, autora da reportagem de um suposto esquema de caixa 2 na campanha bolsonarista com empresários impulsionando fake news pelas redes sociais, tem recebido ameaças e teve seu WhatsApp hackeado.

Na invasão, parte de suas mensagens mais recentes foi apagada e seu aparelho enviou mensagens pró-Bolsonaro para alguns dos contatos da agenda telefônica da profissional.

Segundo a Folha, as ameaças à jornalista também se alastraram por grupos de apoio ao presidenciável do PSL no WhatsApp. Foram distribuídas mensagens convocando eleitores do capitão reformado para confrontar Patrícia no endereço onde aconteceria um evento que seria moderado por ela, na próxima segunda-feira (29).

O diretor-executivo do Datafolha, Mauro Paulino, também foi alvo de ameaças, no seu Messenger e em sua casa.

Dois outros jornalistas da Folha que colaboraram com a reportagem, Wálter Nunes e Joana Cunha, também foram alvo de um meme falso.

A mensagem simula uma conversa fantasiosa em que José Sergio Gabrielli, coordenador da campanha petista, teria encomendado a reportagem aos jornalistas.

Polícia Federal deflagra operação em quatro Estados. Alvo: Suspeitos de crimes eleitorais

PF deflagra operação de combate a crimes eleitorais

Tendo por base acompanhamentos feitos nas redes sociais, a Polícia Federal deflagrou hoje (24) a Operação Olhos de Lince, com o objetivo de coibir crimes relacionados às eleições. Entre os crimes apurados estão os de violação do sigilo do voto e de incitação a homicídio.

Ao todo, nove ações estão sendo cumpridas de forma simultânea: quatro mandados de busca e apreensão nos municípios de São Paulo e Sorocaba/SP; em Uberlândia (MG) e em Caxias do Sul (RS).

Também foram expedidos cinco Termos Circunstanciados de Ocorrência (registros de infração de menor potencial ofensivo), com a intimação de investigados em Juiz de Fora (MG), Varginha (MG), Recife (PE) e Caxias do Sul (RS).

“Para a identificação dos investigados foram utilizadas técnicas de reconhecimento facial, que, por meio de critérios científicos, permitem a realização de análises e comparações das características faciais, tais como cicatrizes, manchas e proporções, possibilitando a identificação de forma técnica e precisa dos suspeitos”, informou, por meio de nota, a PF.

Tais ações, implementadas no âmbito do Centro Integrado de Comando e Controle Eleitoral, decorrem do trabalho de acompanhamento, via redes sociais, com o objetivo de identificar e evitar possíveis crimes eleitorais e ameaças aos candidatos que concorrem ao pleito de 2018.

Publicado em 24/10/2018 – 08:14

Por Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil  Brasília

Covardes. Casal espanca bebê de dois meses em Volta Redonda

Um casal de pais covardes, foi preso neste terça-feira, 23, acusados de torturarem o própria filha, um bebê de dois meses de idade. O pai possui 23 anos e a mãe 14 anos apenas.

Apos a realização de exames, foi comprovado que a criança sofreu traumatismo craniano e múltiplas fraturas no crânio. segundo o exame pericial, o bebê teria sido agredido menos de 24 horas antes da entrada no HSJB. À polícia, os pais informaram que o bebê teria caído de um colchão com 10 centímetros de espessura que estava no chão da casa. O fato teria ainda, segundo o casal, ocorrido há cerca de 10 dias, o que se comprova ser mentira o fato relatado pelo casal torturador.

O pai será indicado por tortura. Já a adolescente vai responder por ato infracional análogo ao mesmo crime. Já do destino da criança, que continua internada no hospital, será descido pelo Juiz da Vara da Infância, Juventude e do Idoso de Volta Redonda. O caso também está sendo acompanhado pelo Ministério Público e Conselho Tutelar.

‘Um petista não aguenta trabalhar na minha empresa’, afirma dono da Havan

Foto: Reprodução

 

Luciano Hang, dono da empresa Havan, ganhou notoriedade durante a campanha eleitoral ao demonstrar apoio ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro. Ele chegou a reunir seus funcionários com camisetas de apoio ao presidenciável, mas, em entrevista ao Pânico desta segunda-feira (22), negou ter exigido voto no ex-capitão.

Mesmo assim, ele disse acreditar que petistas não conseguiriam trabalhar para ele. “Até acho que pelo modelo de negócio que temos, é tão competitivo, que um petista não aguenta trabalhar na minha empresa, ele não aguenta trabalhar com a gente, sai de graça, porque tem que trabalhar muito”, afirmou.

Durante as reuniões que promoveu, ele garantiu que “não precisa obrigar ninguém a votar em alguém”. Ao mesmo tempo, revelou que, em seu discurso, reforça que “se você votar na direita você pensa no País, se você votar na esquerda vai virar Venezuela“.

“O voto é secreto, como eu iria na urna com meus 15 mil colaboradores, a Havan é uma empresa fantástica, é de marketing que até vende uns produtos, me comunico muito bem com eles, palestras motivacionais (…), é como se fosse uma Igreja”, analisou.