Volta Redonda Notícias

CSN inicia transferência de funcionários para São Paulo

(Sede da CSN em São Paulo)

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) começou a transferência de profissionais dos setores de Recursos Humanos, Compras, contratos e Regularidade Fiscal.

Os funcionários dessas áreas estão sendo transferidos para a sede da empresa em São Paulo ou sendo demitidos.

Fontes consultadas pelo Tribuna Sul Fluminense indicam que 10 % do quadro será reduzido.

A transferência é um projeto antigo da empresa e, segundo as fontes, visa unificação do sistema. Outros setores também poderão ser transferidos para centralizar a operação na capital paulistana.

Os profissionais foram comunicados que deveriam se apresentar na sede da empresa em São Paulo. Quem aceitou a mudança receberá 10 % de aumento. Quem não aceitar será desligado da firma.

(Fonte: Tribuna Sul Fluminense)

CSN é multada pela Justiça

No último dia 18, a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN)  foi multada pela Justiça por não cumprir o prazo para a redução das pilhas de escória depositadas no bairro Brasilândia, em Volta Redonda.

O Juiz da 3ª Vara Federal de Volta Redonda, Bruno Otero Nery, determinou que a CSN passe a pagar uma multa diária por descumprimento do prazo para a redução. Pela decisão, a empresa terá que pagar uma multa diária de R$ 20 mil até que as pilhas atinjam 4 metros de altura. Atualmente, elas estão com 20 metros.

Além de trazer danos ao lençol freático, os rejeitos prejudicam a saúde de mais de 15 mil moradores da região.

A CSN informou que não vai comentar o assunto.

(Foto: Jornal O Dia)

Tomógrafo estragado complica novamente o estado de saúde de Ana; Relembre o caso

Em Outubro de 2018 o VRN noticiou um caso grave de saúde pública em Volta Redonda. Foi o caso da Ana,  que aguardava desde de fevereiro de 2018 o tratamento de um cisto se espalhou como um câncer. A foto é chocante .Inicialmente, quando a família buscou tratamento, não existia um estado tão grave da paciente.

Ana chegou a ser operada no dia 30 de novembro de 2018 após uma reportagem do Volta Redonda Notícias denunciar o descaso.

Neste dia 27, a família nos procurou devido a mais um problema com a Ana em relação à saúde pública da cidade. Para que a paciente inicie os tratamentos contra o câncer, como quimioterapia, etc, é necessário uma tomografia, apenas isso. Mas o tomógrafo está estragado e o estado da paciente voltou a piorar.

O tomógrafo que ela necessita é do Himja, um prestador de serviços da Prefeitura de Volta Redonda mas a Secretaria Municipal de Saúde informou através de assessoria que não possui gerência sobre o referido hospital.

É o ano da saúde, informa o prefeito Samuca Silva, será o ano da Ana?

Um fator é muito importante de informar, após a operação, não houve mais acompanhamento célere e humano para que a paciente possa ter uma sobrevida maior.

 

O que desejam os metalúrgicos da CSN?

No último dia 20 de março, na Praça Juarez Antunes, foi recusada pelo Sindicato dos Metalúrgicos da CSN  mais uma proposta feita pela empresa para o acordo do PPR (Programa de Participação de Resultados).

Depois da rodada de negociação ocorrida no dia 18 de março, entre a diretoria do sindicato e representantes da CSN, foi apresentada uma proposta de pouco mais de um salário e meio (1.525), independente da função, a ser pago na data de 9 de abril de 2019, aniversário da siderúrgica.

O sindicato já havia recusado duas outras propostas e pede uma participação mais direta dos funcionários nas negociações, para que seus anseios sejam devidamente atendidos.

(Foto: Foco Regional)

De acordo com a proposta, um funcionário que ganha em torno de R$ 2.000,00 receberá R$ R$ 3.050,00 do programa, mas isto ainda não corresponde às expectativas dos trabalhadores.

Diante do lucro divulgado no último balanço da empresa, de R$ 5,2 bilhões em 2018, a proposta fica aquém das expectativas de todos. O Sindicato ainda não informou os resultados da votação à CSN. Aguardamos mais informações.

Temer é preso em desdobramento da Lava Jato

O ex-presidente Michel Temer foi preso preventivamente, na manhã de hoje (21), em São Paulo. A informação foi confirmada por fontes da Polícia Federal. Temer está sendo levado para o Aeroporto Internacional de Guarulhos, de onde segue para o Rio de Janeiro.

No Rio, fará exame de corpo delito e será encaminhado para a sede da instituição.

A prisão foi determinada pelo juiz federal Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelas ações de desdobramento da Operação Lava Jato.

O ex-ministro de Minas e Energia da administração emedebista Moreira Franco também é alvo dos agentes nesta quinta-feira.

A Operação Descontaminação investiga desvios na Eletronuclear. Ao todo, foram expedidos oito mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária e 24 de busca e apreensão no Rio de Janeiro, em São Paulo, no Paraná e Distrito Federal.

De acordo com nota da PF, “a investigação decorre de elementos colhidos nas Operações Radioatividade, Pripyat e Irmandade, deflagradas anteriormente e, notadamente, em razão de colaboração premiada firmada pela Polícia Federal.

Filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Temer assumiu a Presidência da República em maio de 2016, depois do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Ao longo de sua trajetória política, Temer foi presidente da Câmara dos Deputados, secretário da Segurança Pública e procurador-geral do estado de São Paulo.

Partido

O MDB lamenta a postura açodada da Justiça à revelia do andamento de um inquérito em que foi demonstrado que não há irregularidade por parte de Temer e do ex-ministro Moreira Franco. O MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa.

Detalhes da operação serão esclarecidos em entrevista coletiva hoje, às 16h, na sede da PF, no Rio de Janeiro.

São Paulo – Cerimônia de entrega do Prêmio de Título de “Brasileiro do Ano” pela revista Istoé e “Empreendedor do Ano” pela revista Istoé Dinheiro. Discurso do Presidente da República Michel Temer.
( Marcos Corrêa/PR)