Volta Redonda Notícias

Agora falta dinheiro e gestão. Prefeitura tem contas bloqueadas pela justiça.

A Prefeitura Municipal de Volta Redonda está com 100% das contas bloqueadas pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ). Décimo terceiro e salários dos servidores devem ser afetados.

O motivo para o bloqueio é um dívida referente a desapropriação de terras do Hospital Regional Zilda Arns que ocorreu na gestão passada, porém, deveria ter sido paga tanto pela administração anterior quanto pela atual administração já que é uma benfeitoria para toda a população de Volta Redonda e região não importando em qual administração foi feita. Quando uma empresa não paga uma dívida, pode ter os bens bloqueados pela justiça. O mesmo ocorre com a administração pública. Se um administrador ignora uma dívida e não se programa para pagar acontece o arresto nas contas públicas. Normalmente este tipo de penhora ocorre por má gestão dos recursos públicos. Vide caso da cidade do Rio de Janeiro.

Há 03 anos atual administração coloca a culpa na gestão anterior pelos problemas atuais de Volta Redonda, mesmo que em campanha política o atual prefeito Samuca Silva tenha afirmado que Volta Redonda tinha dinheiro e faltava gestão.

Há na política uma máxima que diz que “quem casa com a viúva herda os filhos”, o que em Volta Redonda parece não acontecer visto que a atual administração mesmo tendo 03 anos para mostrar algum serviço e melhorar a cidade de Volta Redonda, aparentemente está deixando a cidade pior do que antes. *”A folha de pagamento cresceu quase R$ 100 milhões por ano. Isso mesmo! O dado é oficial e consta em todos os boletins e informes oficiais sobre as contas da prefeitura de Volta Redonda.” *Dados do jornal Gazeta Sul. Segundo o mesmo jornal o aumento na folha de pagamento de deu por conta dos gordos salários a amigos do prefeito em cargos comissionados, aos RPA’s e com terceirizações desnecessárias.

Ainda neste mês a prefeitura tentou dar um calote no Sindicato dos Funcionários Públicos de Volta Redonda (SFPMVR) o que se transformou em caso de polícia já que o sindicato foi a delegacia para registrar um boletim de ocorrência e pedir que o prefeito seja processado e condenado por apropriação indébita com agravante já que fez por ofício devido a cargo que possui . Logo após o ocorrido, o prefeito regularizou os pagamentos. Foi também neste mês que Samuca Silva extinguiu a ajuda de custo para especialização dos servidores públicos. Cada funcionário que estivesse cursando uma faculdade, por exemplo, recebia uma ajuda de pouco mais de R$ 300,00. Dados do Jornal Gazeta Sul.

Nos últimos meses também aumentou os casos de reclamação por falta de médicos, postos de saúde fechando e falta de remédios na farmácia popular, o que contradiz a propagando em horário nobre no Fantástico onde a prefeitura tentou vender uma imagem de que está tudo bem utilizando seu dinheiro. Na cidade do Rio de Janeiro a justiça já identificou que os gastos com marketing podem ter sido um dos fatores que deixaram o município na situação que está, não me parecendo ser muito diferente do que ocorre aqui em Volta Redonda.

O ano de 2019 foi ano da saúde em Volta Redonda segundo propaganda da prefeitura municipal, porém, uma enquete feita no Jornal Gazeta Sul, 93% dos votos afirmam que o prefeito não cumpriu esta promessa conforme você pode ver abaixo.

Falta agora esperar novamente, o servidor esperar receber o 13º, o cidadão esperar aparecerem médicos nos postos de saúde, falta esperar as filas para exames laboratoriais, aguardar a fila para operar com os exames vencidos devido a demora, esperar a troca de lâmpadas das ruas escuras, esperar o ônibus que não vai chegar, esperar talvez, a próxima eleição para não repetir o erro de eleger prefeitos e vereadores que não trabalham para o bem do povo.

Cópia do B.O

2 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares