Volta Redonda Notícias

Beth Carvalho, a Madrinha do Samba, morre no Rio aos 72 anos

A música brasileira perdeu uma torcedora do Botafogo: Beth Carvalho morreu nesta terça-feira, aos 72 anos. A causa da morte da “Madrinha do Samba”, que estava internada no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, não foi divulgada.

Beth Carvalho cantou sua paixão pelo Botafogo em sua obra (Divulgação Botafogo)
Beth Carvalho cantou sua paixão pelo Botafogo em sua obra (Divulgação Botafogo)

Em mais de 50 anos de trajetória, Elizabeth Santos Leal de Carvalho escreveu algumas das páginas mais marcantes da história do samba no país. Nascida em 5 de maio de 1946, a cantora começou seu ciclo na música ainda criança. Após gravar seu primeiro compacto em 1965, a cantora se destacou de vez no cenário musical no Festival Internacional da Canção de 1968.

p

Ela levou “Andança” (de Edmundo Souto, Danilo Caymmi e Paulinho Tapajós) a obter a terceira colocação, ficando atrás de “Sabiá” e “Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores”. Na década de 1970, Beth emplacou uma série de sucessos, como “Saco de Feijão”, “1.800 Colinas”, “Firme e Forte” e “Coisinha do Pai”.

A generosidade com o samba fez com que Beth Carvalho se tornasse “madrinha” de artistas como Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e Jorge Aragão. Além disto, resgatou as obras de artistas como Nelson Cavaquinho e Cartola.

Sua ligação com o futebol ocorreu em mais de um momento. Torcedora declarada do Botafogo, Beth Carvalho fez a música “Botafogo Campeão” em 1989 para celebrar o fim do jejum de 21 anos da equipe.
Em 1995, a cantora interpretou o hino do Glorioso, em um disco lançado pela revista “Placar”, ao lado de Ed Motta, Claudio Zoli e Eduardo Dussek, e ainda tem em seu repertório a música “Amor Em Preto e Branco”. A torcida alvinegra retribuiu de uma forma singela: “adotou” a música “Vou Festejar”, interpretada por Beth Carvalho, como uma de suas músicas.

Beth foi casada com um jogador de futebol: Edson Cegonha. O ex-volante, que atuou por Corinthians, São Paulo e Seleção Brasileira, é pai de sua filha, Luana Carvalho.

Aliada à paixão pelo Alvinegro carioca, a cantora não escondia sua admiração pela Mangueira e pelo bloco Cacique de Ramos (onde conheceu boa parte de seus “afilhados musicais”). A dimensão de seu trabalho chegou ao ápice em 1997: Coisinha do pai” foi programada pela engenheira brasileira da NASA, Jacqueline Lyra, para “despertar” um robô em Marte.

Nos últimos anos, a cantora conviveu com um grave problema de coluna, que causou o cancelamento de seu show no Réveillon em 2009. Após ser submetida a uma cirurgia em 2012, foi homenageada pela escola de samba Acadêmicos do Tatuapé, mas foi representada por sua sobrinha, Lu Carvalho.

Com a mobilidade bastante reduzida devido aos problemas de coluna, Beth Carvalho fez um show histórico em 2018. Ao lado do grupo Fundo de Quintal, a cantora se apresentou deitada no show “Beth Carvalho encontra Fundo de Quintal – 40 anos de pé no chão”. Nos últimos dias de internação, as visitas a ela ficaram reduzidas, devido ao estado de saúde da cantora.

Beth Carvalho sai de cena reconhecida por vários prêmios, dentre eles o fato de ser a primeira sambista a receber um dos reconhecimentos mais importantes do Grammy: o prêmio Lifetime Achievement Awards.

Operadoras adiantam relógios em uma hora e causam confusão

Operadoras de telefonia móvel antecipam horário de verão – Marcello Casal Jr/Agência Brasi

Temer assinou um decreto para reduzir o período com o objetivo de evitar conflitos com as eleições. É que se o novo horário já estivesse em vigor, no domingo que vem, quando os brasileiros voltam as urnas para o segundo turno da eleição presidencial e para governador em 13 estados e no Distrito Federal, a diferença de fuso horário no Acre em relação à Brasília, por exemplo, seria de três horas.

Até o fechamento dessa reportagem as operadoras ainda não haviam explicado o motivo da alteração no horário.

Mais confusão

Na semana passada o mesmo problema ocorreu em aparelhos de clientes da operadora Tim. A empresa reconheceu que um problema de sistema fez com que alguns modelos de smartphones tivessem o relógio adiantado. Na nota, a Tim disse lamentou o ocorrido e pediu desculpas aos clientes pelo inconveniente.

Como a nova data de início do horário de verão coincidirá com o primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Planalto também chegou a anunciar o início para o dia 18 de novembro, mas logo voltou atrás. De acordo com a Casa Civil da Presidência, o decreto que faria a alteração não foi publicado no Diário Oficial da União.

As informações são da Agência Brasil.

Preço da gasolina cai 2% nas refinarias a partir de amanhã

A Petrobras anunciou hoje (19), em sua página na internet, que o preço do litro da gasolina ficará 2% mais barato em média nas refinarias de todo o país a partir de amanhã (20). Com a decisão, valor cairá de R$ 2,1490 – preço que vigorava desde o último dia 12 – para os R$ 2,1060 anunciado pela estatal para vigorar neste sábado.

O preço do litro do combustível atingiu maior valor nas refinarias no dia 14 de setembro último, quando a estatal passou a cobrar pelo litro da gasolina R$ 2,2514, preço que se manteve por 12 dias, até o dia 22 do mesmo mês, portanto por doze dias consecutivos.

A partir de então, o preço do litro da gasolina passou a registrar quedas consecutivas. No dia 25 de setembro, a estatal reduziu o preço do litro do procuto para R$ 2,2381, mantendo desde então uma tendência de queda no preço do litro da gasolina.

A última movimentação no preço do produto se deu no último dia 12 de outubro, quando o preço médio do litro nas refinarias passou a custar R$ 2,1490, preço que ficou estável por quatro dias consecutivos até o aumento anunciado hoje e que passará a vigorar a partir de amanhã.

O óleo diesel cobrado nas refinarias está em R$ 2,3606, o litro, desde o dia 30 de setembro, quando foi reajustado. Antes custava R$ 2,2964.

Publicado em 19/10/2018 – 12:52

Por Nielmar de Oliveira – Repórter da Agência Brasil  Brasília

 

Bolsonaro pode perder eleição por fuga de debates, afirma Datafolha

A pesquisa Datafolha divulgada na noite de ontem (18) acendeu a luz amarela no comitê eleitoral de Jair Bolsonaro (PSL). Segundo o instituto, 73% dos eleitores do ex-militar o querem nos debates de TV.

Para 63% dos eleitores, é muito importante o confronto entre Bolsonaro e Fernando Haddad (PT) neste segundo turno.

Ainda de acordo com o Datafolha, 23% dos eleitores brasileiros dizem que podem mudar o voto em virtude da fuga de Bolsonaro.

O levantamento desta quinta mostrou que o candidato do PT está apenas a 9 pontos de alcançar o adversário do PSL.

Antes de o Datafolha divulgar a pesquisa, Bolsonaro oficializou a “amarelada” ao dizer que não compareceria aos debates.

Os médicos que atendem o presidenciável o liberaram para os encontros televisivos.

Por sua vez, Haddad reitera que está disposto ir no local que Bolsonaro marcar para o “duelo” verbal.

“O deputado Jair Bolsonaro quer que o povo brasileiro assine um cheque em branco. Mesmo com liberação médica, se recusa a debater olho no olho. Recusa apresentar suas ideias ao povo. Ele só fala grosso sozinho. O nome disso não é estratégia, é covardia”, disparou o petista.

 

Homem morre durante operação das Forças Armadas e PM no Rio

Um homem foi morto hoje (17) durante confronto com a Polícia Militar (PM), no Complexo do São Carlos, no centro do Rio de Janeiro. A troca de tiros aconteceu durante operação das Forças Armadas e da PM com objetivo de reestruturar a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade.

Segundo a assessoria do Comando Militar do Leste, o homem chegou a se render aos Fuzileiros Navais depois de baleado, foi socorrido e levado ao Hospital Souza Aguiar, mas não resistiu ao ferimento.

Ao todo, 1.200 militares das Forças Armadas e 100 policiais militares atuam na comunidade. Eles realizam o cerco do local, retirada de barricadas e o cumprimento de mandados. Os agentes também fazem revistas seletivas de pessoas e veículos.

UPP

A ação no Complexo do São Carlos faz parte da reestruturação das UPPs, proposta durante a intervenção federal na segurança pública no Rio de Janeiro. A UPP do São Carlos foi inaugurada em maio de 2011 e atendia às comunidades do São Carlos, Mineira, Zinco e Querosene. Essa foi a sexta unidade reformulada desde o início da intervenção, em fevereiro.

Até o fim do ano, segundo a Secretaria Estadual de Segurança, mais 13 UPPs devem ser extintas ou transformadas em companhias destacadas. O objetivo é reduzir o efetivo das unidades que patrulham essas comunidades e deslocar os policiais para outros locais do estado.

* Estagiária sob supervisão de Mario Toledo

Por Jéssica Antunes – Estagiária da Agência Brasil *  Rio de Janeiro