Volta Redonda Notícias

MBL fará ato em prol do impeachment do prefeito de Volta Redonda

O Movimento Brasil Livre – Volta Redonda(MBL), fará um ato nesta segunda-feira(17), às 17:00h, em frente a Câmara Municipal em prol do impeachment do prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva.

No dia 23 de janeiro, o vereador Carlinhos Santana protocolou o pedido na Câmara Municipal de Volta Redonda.

No texto do evento, o MBL afirma que:

– ” NOSSA CIDADE NÃO AGUENTA MAIS DESCASO, FARRA FISCAL, IRRESPONSABILIDADE ADMINISTRATIVA E PRIVILÉGIOS ESCUSOS!

Por isso, convocamos você para o ato pelo IMPEACHMENT do prefeito Samuca Silva!
A sessão será SEGUNDA FEIRA, DIA 17, às 18h, mas vamos começar a nos reunir às 17h em frente a Câmara Municipal!

Leve o máximo de pessoas que você puder!
Volta Redonda precisa de você mais do que nunca!

Vamos comparecer juntos, também, na segunda votação que será feita na terça, no mesmo horário e local! “

Quem desejar participar do evento pode se inscrever no evento no Facebook neste link ou comparecer ao local às 17:00h.

Há vagas para ensino médio e superior na CBSI – Veja aqui

A Companhia Brasileira de Serviços de Infraestrutura de Volta Redonda – RJ, está com vagas de ensino médio e superior.

A empresa informa que as vagas também são para profissionais PCD e o prazo para o envio dos currículos variam de acordo com o cargo.

Inscrição

Se você é morador de Volta Redonda, RJ e se interessou por alguma das vagas abaixo, para se inscrever e ter acesso aos requisitos, basta clicar no nome do cargo desejado.

Engenheiro Orçamentista (Foco em Equipamentos) expira em 14 dias

Engenheiro Orçamentista (Foco em Eletromecânica) expira em 14 dias

Coordenador Geral de Saúde e Segurança do Trabalho expira em 14 dias

Coordenador Técnico de Contratos – Manutenção expira em 8 dias

Auxiliar de Suprimentos expira amanhã

Auxiliar de TI expira amanhã

Comprador Júnior expira amanhã

Fonte: Click Petróleo e Gás

Suposto segurança de Samuca Silva é preso com arma no bairro Conforto

Um homem foi preso com uma arma na tarde deste sábado(15) e se identificou como segurança do prefeito Samuca Silva. A prisão ocorreu no bairro Conforto, em Volta Redonda.

Segundo informações do jornal Gazeta Sul, o homem seria identificado como marquinhos e portava uma pistola calibre 380. No texto do jornal, informa que o homem tentou fugir do flagrante afirmando que era segurança de Samuca Silva.

Um policial afirmou que ele já foi visto dirigindo para o prefeito, porém não soube informar se ele é mesmo segurança do chefe do executivo municipal. Um outro policial disse que ele é servidor nomeado, mas não soube informar se ele trabalha como segurança do prefeito.

O caso está sendo investigado pela 93ª DP.

Enfermeira do HSJB registra B.O. por Frustração do Direito Assegurado por Lei Trabalhista

Um enfermeira do Hospital São João Batista, em volta Redonda, esteve na delegacia da cidade nesta sexta-feira(14), para registrar um Boletim de Ocorrência por Frustração do Direito Assegurado por Lei Trabalhista, que é configurado no art. 203 do Código Penal.

Segundo o depoimento da vítima(enfermeira), a advogada do OS AFNE lhe chamou para comunicar que, a partir daquele momento, ela teria que se apresentar na Secretaria de Saúde Municipal já que a O.S. AFNE não a queria mais nos quadros do hospital. A enfermeira, que é concursada desde 1996 em regime CLT, se dirigiu até a delegacia e registrou a ocorrência para garantir seus direitos adquiridos.

Nos últimos meses, diversas denúncias dão conta de que a OS do HSJB está pressionando os funcionários a aceitarem novas regras trabalhistas e punindo aqueles que não aceitam.

O que diz o art. 203 do Código Penal:

Art. 203 – Frustrar, mediante fraude ou violência, direito assegurado pela legislação do trabalho:

Pena – detenção de um ano a dois anos, e multa, além da pena correspondente à violência. (Redação dada pela Lei nº 9.777, de 29.12.1998)

§ 1º Na mesma pena incorre quem: (Incluído pela Lei nº 9.777, de 1998)

I – obriga ou coage alguém a usar mercadorias de determinado estabelecimento, para impossibilitar o desligamento do serviço em virtude de dívida; (Incluído pela Lei nº 9.777, de 1998)

II – impede alguém de se desligar de serviços de qualquer natureza, mediante coação ou por meio da retenção de seus documentos pessoais ou contratuais. (Incluído pela Lei nº 9.777, de 1998)

§ 2º A pena é aumentada de um sexto a um terço se a vítima é menor de dezoito anos, idosa, gestante, indígena ou portadora de deficiência física ou mental. (Incluído pela Lei nº 9.777, de 1998)

Pedágio da Via Dutra vai ficar 20% mais barato com nova concessão

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse hoje (13) que o modelo para a nova concessão da Via Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, vai permitir uma redução de pelo menos 20% da tarifa de pedágio.

Atualmente, o valor total para ir de uma capital a outra está em cerca de R$ 60 e deve ficar, segundo a estimativa, abaixo de R$ 50. “Vai pagar menos tarifa do que paga hoje, tendo muito mais investimentos”, ressaltou o ministro ao fazer uma apresentação do projeto na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

De acordo com o ministro, a disputa pela administração da via será feita a partir de uma combinação entre a oferta de menor tarifa e o pagamento de outorga pela concessão.

A ideia é que as empresas não reduzam demais o preço do pedágio e depois fiquem sem caixa para a administração da estrada. “No leilão, vamos estabelecer um patamar de desconto. Na competição, a tarifa vai baixar ainda mais [do que 20%]. E a partir do momento em que atingimos um teto, mudamos para outorga, porque é uma maneira de preservar o caixa e garantir que, de fato, o investimento vai ser feito”, explicou. Freitas acredita que o leilão possa ser realizado ainda este ano.

Investimentos

Estão previstos R$ 32 bilhões de investimentos para manutenção e melhorias na rodovia. A concessão deve englobar ainda a rodovia Rio-Santos. Segundo Freitas, a intenção é viabilizar obras na rodovia que, se fosse  concedida sozinha, não teria sustentabilidade econômica. “A maneira que encontramos de fazer investimentos na Rio-Santos foi através da Dutra”, justificou o ministro.

O projeto para nova concessão da rodovia após o fim do contrato atual, sob administração da CCR, prevê a duplicação de 215 quilômetros e 315 quilômetros de novas faixas. Com isso, a Rio-Santos deverá passar a ser pista dupla do Rio de Janeiro até Angra dos Reis.

Devem ser construídos ainda 40 quilômetros de vias marginais. Além disso, haverá um forte projeto de monitoramento por câmeras e de iluminação por lâmpadas de led. “Nós vamos ter iluminação de led na rodovia inteira, câmeras a cada 500 metro e interligação com órgãos de segurança”, enfatizou Freitas.

Pedágio em Guarulhos

Entre os pontos controversos da proposta está a cobrança de pedágio no trecho entre São Paulo e Guarulhos, município da região metropolitana com principal aeroporto Grande São Paulo. Com a implantação do chamado sistema free flow, que cobra pela distância percorrida, a estimativa é que a tarifa para trafegar entre as duas cidades fique em torno de R$ 1,90. O tráfego pelas vias marginais, no entanto, poderá ser feito de forma gratuita.

Durante a reunião com o ministro, o prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa, questionou sobre a possibilidade de ao menos os moradores da cidade serem isentados da cobrança. De acordo com ele, a rodovia é usada como uma avenida pelos motoristas do município.