Volta Redonda Notícias

Guedes confirma que não haverá concursos públicos nos próximos anos

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fala na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, sobre os impactos econômicos e financeiros da Nova Previdência.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou hoje (4) que o governo optou por não promover concursos públicos no Poder Executivo nos próximos anos. Segundo Guedes, cerca de 40% do funcionalismo federal atual deve aposentar-se em até cinco anos, o que possibilitará ao governo enxugar a máquina pública sem demitir.

“Nos últimos anos, houve excesso de contratações. Os salários subiram ferozmente”, declarou o ministro, que foi convocado pela Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados para debater os impactos econômicos e financeiros da aprovação da proposta de reforma da Previdência.

De acordo com Guedes, o governo pretende investir na digitalização de processos e na diminuição da burocracia para manter os serviços públicos com menos funcionários. “Nas nossas contas, 40% dos funcionários públicos devem se aposentar nos próximos cinco anos. Não precisa demitir. Basta desacelerar as entradas que esse excesso vai embora naturalmente. Vamos ficar sem contratar por um tempo e vamos informatizar”, disse.

O ministro destacou algumas medidas tomadas recentemente para desburocratizar os serviços públicos, como a simplificação da abertura de empresas. Guedes acrescentou que a metodologia será estendida a outros serviços, mas não deu mais detalhes.

O projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020 não prevê a realização de concursos públicos. Neste mês, entrou em vigor a nova regra para os pedidos de concursos públicos no Poder Executivo. Os pedidos dos órgãos públicos para realização de concursos terão a análise centralizada no Ministério da Economia, que pretende conceder autorizações apenas em casos excepcionais.

Com informações da Agência Brasil.

CSN contrata profissionais de 8 áreas para Parada

Uma das maiores siderúrgicas da América Latina, a Usina Presidente Vargas (CSN ) que está localizada em Volta Redonda (RJ) abriu muitas vagas de emprego para atender a demanda em diferentes áreas. Essas vagas foram abertas

Os dois altos-fornos atualmente em operação na Usina Presidente Vargas produzem, em conjunto, 12,8 mil toneladas de ferro-gusa por dia. As principais unidades de produção são coqueria, sinterização, aciaria, lingotamento contínuo, laminação a quente, laminação a frio, zincagem, cromagem e estanhamento eletrolítico.

MECÂNICO MANUTENÇÃO

CSN – volta RedondaAuxiliar/Operacional

Profissionais que tenham formação e/ou experiência na área de manutenção mecânica para atuar nas áreas de manutenção geral, hidráulica, solda, montagem, tubulação, caldeiraria, alinhamento. Além da aplicação de 5’S na área de atuação, cumprimento de normas e procedimentos de segurança e qualidade, registrando anomalias de seguranças detectadas nas áreas onde trabalha.

ELETRICISTA MANUTENÇÃO

CSN – volta RedondaAuxiliar/Operacional

Profissionais que tenham formação e experiência na área de manutenção elétrica e montagem. Além da aplicação de 5’S na área de atuação, cumprimento de normas e procedimentos de segurança e qualidade, registrando anomalias de seguranças detectadas nas áreas onde trabalha.

MECÂNICO SOLDADOR

CSN – volta RedondaAuxiliar/Operacional

Profissionais que tenham experiência na área da solda, atuando nos diversos tipos de soldagem e conhecimento em maçarico.  Além da aplicação de 5’S na área de atuação, cumprimento de normas e procedimentos de segurança e qualidade, registrando anomalias de seguranças detectadas nas áreas onde trabalha.

OPERADOR DE MÁQUINAS MÓVEIS II

CSN – volta RedondaAuxiliar/Operacional

Profissionais com formação e experiência em operação de retroescavadeira, escavadeira, guindaste, pá carregadeira, mini pá carregadeira e empilhadeira. Para a realização de transporte de escória. Além da aplicação de 5’S na área de atuação, cumprimento de normas e procedimentos de segurança e qualidade, registrando anomalias de seguranças detectadas nas áreas onde trabalha.

ELETRICISTA DE AUTOMÓVEIS

CSN – volta RedondaAuxiliar/Operacional

Profissionais que tenham formação e experiência na área de manutenção elétrica em automóveis de pequeno a grande porte. Além da aplicação de 5’S na área de atuação, cumprimento de normas e procedimentos de segurança e qualidade, registrando anomalias de seguranças detectadas nas áreas onde trabalha.

MECÂNICO DE AUTOMÓVEIS

CSN – volta RedondaAuxiliar/Operacional

Profissionais que tenham experiência em manutenção de borracharia, reparo, troca e manutenção de pneu e realizar serviços automotivos de manutenção de equipamentos e veículos. Além da aplicação de 5’S na área de atuação, cumprimento de normas e procedimentos de segurança e qualidade, registrando anomalias de seguranças detectadas nas áreas onde trabalha.

MOTORISTA DE CAMINHÃO BASCULANTE

CSN – volta Redonda

Auxiliar/Operacional

Profissionais que tenham no mínimo habilitação D que já tiveram experiência anterior com caminhão basculante. Conduzindo e manobrando caminhões para o transporte de cargas diversas (secas e líquidas), de acordo com as leis de trânsito vigentes e normas de segurança no interior da UPV, atendendo às demandas da Empresa.

GUINDASTEIRO

CSN – volta RedondaAuxiliar/Operacional

Profissionais com formação e experiência em guindaste para o auxílio na área de logística. Além da aplicação de 5’S na área de atuação, cumprimento de normas e procedimentos de segurança e qualidade, registrando anomalias de seguranças detectadas nas áreas onde trabalha.

CURSO DE CAPACITAÇÃO – EXCLUSIVO PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

CSN – volta RedondaAuxiliar/Operacional

DEFICIÊNCIA O Programa Incluir é uma iniciativa da CSN que oferece oportunidades de formação para pessoas promover a inclusão e a diversidade na organização. A CSN em parceria com a ETPC disponibiliza dois cursos

CANDIDATE-SE A ESSAS VAGAS ACIMA

Somos um dos maiores complexos industriais da América Latina e buscamos pessoas que se identifiquem com nossa cultura. Para conferir as vagas e cadastrar seu currículo, acesse a página de carreira e oportunidade da empresa contratante.

Rede abre novas vagas de emprego em Volta Redonda

A história da Rede começou em 1970, quando o Citibank, o Itaú e o Unibanco (Atualmente Itaú Unibanco) juntaram-se para fundar a Credicard, empresa que exercia simultaneamente as atividades típicas de bandeira, emissor e credenciadora. “Em 1980, a Credicard possuía 500 mil cartões emitidos e 120 mil estabelecimentos credenciados.”

Hoje é uma empresa adquirente, sendo uma das responsáveis pela captura, transmissão e liquidação financeira de transações com cartões de crédito das bandeiras Visa, Mastercard, Elo, American Express, Hipercard, Hiper, Diners Club International, Cabal, Discover, China Union Pay, Aura, Sorocred, Coopercred, Sicredi, Mais!, Calcard, Banescard, Avista! e de débito das bandeiras MasterCard Maestro, Visa Electron, Cabal Débito, Sicredi Débito e de cartões de benefícios para refeição, alimentação, combustível, premiação e outros, das bandeiras Cabal Vale, GreenCard, BNB Clube, Nutricash, Planvale, Sapore Benefícios, Sodexo, Sorocred, Ticket, ValeCard, Verocheque, VR, em território brasileiro.

“Oferece diversos produtos, máquina de cartão de crédito e débito, carteira digital e serviços a estabelecimentos comerciais credenciados, a sede da empresa fica no bairro de Pinheiros, na cidade de São Paulo.”

Os cargos estão disponíveis em vagas distribuídas nas cidades de São Paulo (SP), Varginha (MG), Novo Hamburgo (RS), Curitiba (PR), João Pessoa (PB), Volta Redonda (RJ), Belo Horizonte (MG), Jaraguá do Sul (SC) e Barueri (SP). Confira!

Cargos Disponíveis

As oportunidades são:

  • Analista Suporte Sistemas Pleno
  • Executivo Comercial
  • Analista de Sistemas

Inscrição

Os interessados podem saber mais detalhes sobre o cargo desejado e se candidatar CLICANDO AQUI.

Concurso PM RJ: Witzel anuncia que 5 mil novos PMs estarão nas ruas ainda este ano

O Governador do Estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse na última segunda-feira, 27, que pretende colocar 5 mil novos policiais nas ruas até o final deste ano. A medida pode favorecer um novo edital de concurso público para Polícia Militar do Rio de Janeiro(Concurso PM-RJ), uma vez que não há aprovados no último certame, realizado em 2014, para atingir o quantitativo de cinco mil profissionais. Desta forma, o governo deveria abrir um novo concurso público para soldados.

“Estou trabalhando muito para colocar este ano nas ruas 5 mil novos policiais, tanto no Segurança Presente, quanto no policiamento militar, que é feito com ronda. Colocar 5 mil novos policiais no Estado vai ser um ganho muito grande de efetividade no policiamento ostensivo”, disse o governador, em entrevista ao programa Canal Livre, da TV Bandeirantes.

De acordo com porta-voz da corporação, coronel Mauro Fliess, o novo certame já está em estudo na Secretaria de Estado da PM. “Já estão sendo feitos estudos internos para a realização desse concurso. É só uma questão de chamar os aprovados da última seleção para poder lançar um novo edital”, disse o coronel, que ainda confirmou o objetivo de autorizar o edital da PM-RJ 2019 em breve.

“Há bastante expectativa de que seja autorizado este ano. Afinal, este é o alinhamento que o governo estadual está promovendo junto com a corporação”, completou Fliess.

O quantitativo de vagas do concurso PM-RJ ainda não foi informado. No dia 05 de janeiro, o Governador do Estado, Wilson Witzel, disse, durante entrevista coletiva na cidade de Guapimirim, no interior do Rio, que vai realizar concursos anuais para preenchimento de 2 mil vagas no cargo de Soldado. “E todo ano faremos concurso público para dois mil policiais”, disse o governador em coletiva.

O Governador também assumiu o compromisso de convocar os aprovados no concurso de soldados da PM-RJ, divulgado em 2014. O Governo do Estado anunciou, no último dia 24 de janeiro, que vai chamar mais de 3 mil soldados para início do curso de formação em fevereiro. Também serão convocados 195 policiais civis.

Os soldados serão convocados com parte do orçamento da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ). Os policiais foram aprovados no concurso realizado em 2014. No entanto, ainda não haviam sido chamados por conta da crise financeira que o Estado enfrenta. A medida foi divulgada pelo presidente em exercício da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), após acordo com o secretário de Estado de Governo, Gutemberg de Paula Fonseca.

O Concurso PM RJ

Para concorrer a uma das vagas de Soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PM-RJ), o candidato deverá ter idade compreendida de 18 (dezoito) anos na data de matrícula e 30 (trinta) anos até a data limite do período de inscrição; ter concluído o Ensino Médio ou estar concluindo, de forma que esteja concluso até a data prevista em edital para a fase de Pesquisa Social; carteira Nacional de Habilitação (CNH), exceto somente Categoria “A”; e para candidatos do sexo masculino, ter altura mínima de 1,65m; e para candidatos do sexo feminino, ter altura mínima de 1,60m.

Durante o curso, a remuneração inicial é de R$2.213,62. Após a formatura, o valor passa a ser de R$3.452,55.

Último concurso da PM-RJ foi divulgado com 6 mil vagas

O último concurso da Polícia Militar-RJ foi divulgado em 2014, quando contou com nada menos que 6 mil vagas para Soldado, sendo 5.400 para os homens e 600 para as mulheres. A Exatus Promotores de Eventos e Consultoria coordenou o certame.

O concurso da PM-RJ foi composto por Exame Intelectual, mediante a aplicação de prova objetiva e Redação, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da organizadora; Avaliação Psicológica, de caráter eliminatório, de responsabilidade da organizadora; Exame Antropométrico de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ; Teste de Aptidão Física (TAF), de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ; Exame Toxicológico, de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ; Exames Médicos, de caráter eliminatório, de responsabilidade da organizadora; e Investigação Social e Documental, de caráter eliminatório, de responsabilidade da PMERJ.

As provas objetivas foram aplicadas em Angra dos Reis, Arraial do Cabo, Campos dos Goytacazes, Itaperuna, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, São Gonçalo, Teresópolis e Volta Redonda.

Prova Objetiva

A prova objetiva contou com questões de Língua Portuguesa (10), Sociologia (05), Geografia (05), História (05), Legislação de Trânsito (05), Informática (05) e Direitos Humanos (05). A Prova Objetiva de Múltipla Escolha foi  composta de 40 (quarenta) questões distribuídas pelas disciplinas, sendo que cada questão contou com  (quatro) alternativas com letras de A à D e com uma única resposta correta, totalizando um máximo de 40 (quarenta) pontos, conforme o quadro abaixo.

Foi  reprovado na Prova Objetiva de Múltipla Escolha e, consequentemente, eliminado do  concurso o candidato que não fez o mínimo de 40% (quarenta por cento) do total de pontos atribuídos nas disciplinas de: Sociologia, Geografia, História, Legislação de Trânsito, Informática e Direitos Humanos e o mínimo de 50% (cinquenta por cento) da disciplina de Língua Portuguesa, bem como obteve nota ZERO em qualquer disciplina.

Conteúdo Programático

Língua Portuguesa: interpretação e compreensão de textos; construção de sentido e efeitos de sentido (semântica); denotação (sentido literal) e conotação (sentido figurado); relações lexicais; intertextualidade; gêneros textuais; tipologia textual; linguagem verbal e não verbal; funções da linguagem; variedades linguísticas; tipos de discurso; acentuação gráfica; ortografia; classe de palavras (substantivo, artigo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição, conjunção, interjeição); estrutura e formação de palavras; sintaxe (frase, oração, período; termos essenciais, integrantes e acessórios da oração; concordância nominal e verbal; regência nominal e verbal (crase); colocação pronominal; coesão; coerência; pontuação.

Geografia: Tema principal: Características Gerais do Estado do Rio de Janeiro – reconhecer as relações entre sociedade e o ambiente natural no Estado do Rio de Janeiro, destacando os impactos ambientais produzidos e as influências dos elementos naturais na sociedade fluminense. – identificar as principais regiões do Estado e suas características gerais. – apresentar noções básicas sobre a geografia do Município do Rio de Janeiro. – reconhecer aspectos gerais do processo de favelização e suas características atuais. – identificar em textos e gráficos situações problema típicas da sociedade fluminense e reconhecer formas de reduzir os problemas gerados em tais situações. – apresentar noções de localização espacial dentro do Estado do Rio de Janeiro a partir da utilização de mapas.

História: 1. A expansão Ultramarina Portuguesa dos séculos XV e XVI. 2. O sistema colonial português na América – Estrutura político-administrativa, estrutura socioeconômica, a escravidão (as formas de dominação econômico-sociais); as formas de atuação do Estado Português na Colônia; a ação da Igreja, as invasões estrangeiras, expansão territorial, interiorização e formação das fronteiras, as reformas pombalinas, rebeliões coloniais. Movimentos e tentativas emancipacionistas. 3. O período joanino e o processo de independência – A presença britânica no Brasil, a transferência da Corte, os tratados, as principais medidas de D. João VI no Brasil, política joanina, os partidos políticos, revoltas, conspirações e revoluções, emancipação e conflitos sociais, o processo de independência do Brasil. 4. Brasil Imperial – O Primeiro Reinado, o Período Regencial e o Segundo Reinado: aspectos, políticos, administrativos, militares, culturais, econômicos, sociais, territoriais, a política Página 48 de 49 externa, a questão abolicionista, o processo de modernização, a crise da monarquia e a proclamação da república.

Sociologia: Relações entre indivíduo e sociedade, distinção do espaço público e privado, o Estado e os direitos humanos, cidadania e diversidade.

Noções sobre Direitos Humanos: Direitos e Deveres Individuais e coletivos. Considerações sobre a polícia e os Direitos Humanos.

Legislação Brasileira de Trânsito: Penalidades aplicadas às infrações de trânsito. Medidas administrativas a serem adotadas pela autoridade de trânsito e seus agentes.

Informática: Aplicativos para processamento de texto, planilhas eletrônicas e apresentações: conceitos e modos de utilização; conceitos básicos e modos de emprego de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à rede de computadores, internet e intranet.

Informações do concurso
  • Concurso: Polícia Militar do Rio de Janeiro
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: médio
  • Número de vagas: previsão de 2 mil vagas
  • Remuneração: R$3.452,55
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
  • Link do último edital