Volta Redonda Notícias

Sobe para 21 o número de casos suspeitos de intoxicação por cerveja

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais confirmou nesta segunda-feira (20) que já foram notificados 21 casos suspeitos de intoxicação por dietilenoglicol – 19 homens e duas mulheres. Segundo a secrearia, quatro casos tiveram a intoxicação confirmada e 17 estão sob investigação.

Até agora, quatro pessoas morreram. Três dessas mortes estão entre os 17 casos sob investigação. Uma das mortes, de um homem de Juiz de Fora, falecido em 7 de janeiro, teve a contaminação confirmada. As outras três mortes estão sob investigação. A ingestão de dietilenoglicol pode provocar a síndrome nefroneural e levar a insuficiência renal aguda e alterações neurológicas, como paralisia facial, embaçamento ou perda da visão, entre outros sintomas.

O dietilenoglicol estava presente em cervejas produzidas pela cervejaria mineira Backer e consumidas por essas pessoas. O uso do monoetilenoglicol é normal no processo de fabricação. A substância é usada para resfriamento, mas a cervejaria afirma que não usa o dietilenoglicol em seu processo produtivo. Em todo caso, o monoetilenoglicol não deve entrar em contato com o produto, o que acabou ocorrendo.

Inicialmente, as duas substâncias foram encontradas na marca Belorizontina, que é vendida como Capixaba no Espírito Santo. No entanto, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento confirmou a presença de substâncias tóxicas em outras cervejas produzidas pela Backer: Capitão Senra, Pele Vermelha, Fargo 46, Backer Pilsen, Brown e Backer D2.

Parentes depõem

A Polícia Civil de Minas Gerais colheu depoimentos de parentes de pessoas intoxicadas. Três testemunhas têm parentesco com pessoas hospitalizadas e uma é parente de uma falecida.

O delegado Flávio Grossi, que preside o inquérito, encaminhou à Justiça, o pedido para a exumação do corpo da mulher que teria sido a primeira vítima da intoxicação. Ela morreu em 28 de dezembro, ou seja, antes da detecção da substância nas cervejas.

A polícia voltou hoje à fábrica da Backer, em Belo Horizonte, para tirar dúvidas sobre o processo de produção da cerveja. Os agentes levaram mais amostras para análise. “Insta ressaltar que a empresa cooperou com os trabalhos, como tem sido desde o início das investigações”, diz nota divulgada pela polícia.

A empresa que fornece monoetilenoglicol para a Backer também foi procurada, e amostras da substância foram recolhidas.

Com informações da Agência Brasil

Sujeira e abandono no Estádio da Cidadania gera reclamações de torcedores

O Voltaço estreou com uma vitória de 1X0 frente ao Botafogo no Campeonato Carioca de 2020 neste sábado(18) e o estado de conservação e limpeza do Estádio da Cidadania foi alvo de diversas reclamações na WEB por torcedores que pagaram cerca de R$ 40,00 por um ingresso de arquibancada.

Torcedores chegaram a ironizar a situação dizendo que ao comprar o ingresso não foram avisados que seria proibido sentar, tamanha a sujeira que os aguardava nos assentos da arquibancada.

Em dezembro do ano passado, a prefeitura propôs que a gestão do Estádio Municipal Raulino de Oliveira, passasse a ser responsabilidade do Volta Redonda Futebol Clube.

O Volta Redonda Notícias ouviu apenas torcedores, não ouviu a prefeitura municipal ou a diretoria do clube, que podem se explicar, se desejarem, através de nota a ser enviada para o email: voltaredondanoticias@gmail.com que será amplamente divulgada em nossas redes sociais e web.

Sobe para seis o número de mortos devido a chuvas no Espírito Santo

Um novo balanço, divulgado na tarde deste sábado (18) pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social estadual, informa que subiu para seis o número mortos devido à forte chuva que atinge a região Sul do Espírito Santo desde ontem (17).

Três pessoas morreram no município de Iconha. Em Alfredo Chaves, onde foi registrado o maior volume de chuvas (foram 249,4 milímetros nas últimas 24 horas), duas pessoas morreram soterradas no distrito de Cachoeirinhas e uma morte foi registrada no distrito de Recreio.

O rompimento do Dique de Limeira, localizado entre Limeira e Jabaquara, provocou inundação em parte do distrito, deixando 20 famílias desabrigadas. Elas foram encaminhadas para o Centro de Convivência de Limeira, no município de Anchieta.

Em Iconha, uma passarela e duas pontes desabaram, o Hospital Danilo Monteiro de Castro foi inundado até o segundo andar, além de carros e árvores arrastados pela correnteza. Em Alfredo Chaves, barreiras caíram na localidade de São Marcos, uma ponte desabou e há pontos de alagamento em toda a cidade.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, houve deslizamento de terra na BR-101, na altura do quilômetro 434, e a pista ainda está parcialmente interditada. Na BR-262, foi registrado deslizamento próximo ao quilômetro 78, e a via também segue parcialmente interditada.

Governo estadual

O governador do Espirito Santo, Renato Casagrande, acompanhou na manhã deste sábado, no município de Iconha, o trabalho das equipes da Defesa Civil Estadual e do Corpo de Bombeiros na assistência às pessoas atingidas pelas fortes chuvas. Casagrande afirmou que o governo vai dar apoio ao município e às pessoas afetadas.

“No primeiro momento, vamos dar suporte a quem precisa de abrigo. Vamos ofertar água potável, alimento, materiais de higiene pessoal, colchões e medicamentos. Muitas casas estão sem água, então vamos disponibilizar caminhões-pipa e a Cesan [Companhia Espírito Santense de Saneamento] vai ajudar na limpeza das ruas. Estamos em contato com a ECO 101 [EcoRodovias] para que possam ajudar na retirada dos carros, pois muitos foram arrastados”, disse, em nota.

O diretor do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres da Defesa Civil Nacional do Ministério do Desenvolvimento Regional, Armin Braun, viaja ainda hoje para o estado, para auxiliar a Defesa Civil local.

Em publicação nas redes sociais, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, afirmou: “Avisei ao governador que o presidente @jairbolsonaro oferece toda ajuda necessária à população capixaba.”

Segundo a coordenação de meteorologia do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), há previsão de pancadas de chuva em alguns momentos do dia nas regiões Sul, Serrana, da Grande Vitória, Nordeste e Noroeste do estado.

Dinheiro público é utilizado para reforma em condomínio fechado no bairro Água Limpa – Denunciam moradores

Diversos moradores do bairro Água Limpa, em Volta Redonda, entraram em contato com o Volta Redonda Notícias nesta quinta-feira(16), para denunciarem uma obra do governo municipal pertencente ao programa “Orgulho de Volta”, que revitalizou uma quadra poliesportiva do bairro dentro de um Condomínio Fechado. O Condomínio Vista Bela, possui um portão que impede o acesso dos moradores do bairro à quadra supracitada.

Apoiadores do prefeito Samuca Silva utilizaram as redes sociais para se defenderem dizendo que o local é público e que qualquer morador poderá utilizar, mas não parece ser verdade, tendo em vista a quantidade de informações acerca do problema que chegaram para o VRN.

Segundo informações, a prefeitura alega que o local seria um loteamento, porém moradores que residem a mais de 40 anos no bairro afirmam que o local funciona como um condomínio, inclusive possui associação de moradores em separado do bairro Água Limpa e controle de acesso de não residentes amparado juridicamente. Os mesmos moradores afirmam que a população nunca foi permitida entrar no condomínio para utilizar a quadra poliesportiva e que lá moram apenas cerca de 700 moradores.

A associação de moradores do condomínio chegou a entrar em contato com a Associação de Moradores do bairro Água Limpa para comunicar que, para utilizar a quadra ou a praça reformada, é necessário ter hora marcada.

Foto do prefeito inaugurando a polêmica obra.

Card publicitário anunciando a inauguração.