Volta Redonda Notícias

300 vagas para telemarketing em Barra Mansa

Barra Mansa abre nesta quarta-feira, dia 11, as inscrições para o processo seletivo para contratação de 300 operadores de telemarketing. A iniciativa acontecerá na sede do Clube Municipal, tendo seu início às 8h. De acordo com o presidente do Clube Municipal, Ademir Melo, os pré-requisitos exigidos são os seguintes: o candidato deverá ser maior de idade, ter o ensino médio completo, possuir conhecimento em informática, ser comunicativo e proativo, trabalhar em equipe e ter foco em resultados. Serão disponibilizados benefícios ao trabalhador, como vale transporte e vale refeição, além do salário fixo.

Para assegurar sua participação na seletiva, os interessados devem estar munidos de documento de RG, CPF e canetas. O processo terá duas etapas, sendo a primeira uma prova de redação e uma entrevista. Enquanto a segunda, será uma avaliação digital em computadores no Campus Cicuta, do Centro Universitário de Barra Mansa (UBM).

O Clube Municipal de Barra Mansa fica localizado na Rua Juiz Antônio Ciani, nº 91, Centro, próximo ao Parque Centenário (Jardim das Preguiças). As inscrições acontecem no estacionamento do local.

Coronavírus: Produção de veículos no Brasil pode parar agora em março

A Anfavea, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, anunciou nesta sexta (06) que a produção de veículos pode parar no Brasil agora no mês março. Conforme informou a Folha de S.Paulo, a paralisação iminente será causada pelo avanço do novo coronavírus (COVID-19).

Em poucos dias, as montadoras podem ficar sem peças, que são importadas da China. A associação explica que, quando há autopeças, não há navios disponíveis para o envio (ou o inverso). Por enquanto, o setor não anunciou oficialmente falta das peças no Brasil, porém eles estão estudando uma alternativa para a situação, que pode mudar em alguns dias. Uma das opções, por exemplo, é fazer a importação por avião.

A situação é ruim até mesmo para empresas que compram de países que não estão com o surto de coronavírus, isso porque alguns componentes dessas peças estão na China.

Por outro lado, a Anfavea está esperando um posicionamento do Governo brasileiro. “O Brasil, pelo que sabemos, ainda não tem nenhuma medida, a não ser um indicativo de redução na taxa Selic”, disse Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea. “É uma reflexão que a Anfavea está fazendo, sabemos das limitações. Mas tem um problema que precisamos enfrentar. Vamos deixar a bicicleta parar ou iremos mantê-la em movimento?”, ponderou.

Além disso, outra preocupação do setor são as variações do dólar. Para a Anfavea, a situação está acima do normal. De acordo com os cálculos da Associação, se a moeda americana seguir variando na casa dos R$ 4,60, o custo de importação em 2020 será de R$ 21 bilhões (contra US$ 13 bilhões no ano passado).

Com relação ao PIB (Produto Interno Bruto), Luiz Carlos Moraes disse que o resultado não foi uma surpresa (cresceu apenas 1,1%). Segundo o executivo, o país precisa fazer “menos barulho e mais atenção na questão do crescimento”.

[Fonte: Folha de S.Paulo]


Paulinho do Raio-X é preso em flagrante por receber propina para evitar impeachment de Samuca Silva

Foi preso neste sábado(07), o vereador Paulinho do Raio-X no exato momento em que recebia o montante de R$ 325 mil que seria supostamente para evitar o impeachment do prefeito Samuca Silva. Segundo informações do jornal A VOZ DA CIDADE, Paulinho foi preso por agentes da Secretaria de Estado da Polícia Civil(SEPOL), através da Coordenadoria de Investigação de Agentes com Foro(CIAF) e do Ministério Público Estadual(MP-RJ).

A denúncia apurada pelo CIAF e GAOCRIM dava conta de que três vereadores teriam cobrado um alto valor para desestimular o impeachment do prefeito Samuca Silva, que gravou o pedido do valor através de meios próprios.

Foram coletadas provas como anotações dos valores realizadas pelo vereador e as gravações feitas pelo prefeito Samuca Silva.

O vereador Paulinho do Raio-X foi autuado em flagrante pelos crimes de corrupção passiva e adulteração de veículo automotor.

As informações aqui contidas foram publicadas originalmente pelo jornal A VOZ DA CIDADE.

A “farra” dos cargos em Volta Redonda

Em 2019, a Câmara Municipal de Volta Redonda, através de seus vereadores, aprovou a criação de 750 cargos comissionados para substituir os 3500 cargos em RPA( Recibo de Pagamento a Autônomo).

Ocorre, que a Prefeitura Municipal de Volta Redonda, recorreu ao Tribunal Regional do Trabalho(TRT), para manter os mais de 3000 cargos em RPA até dezembro de 2020, contrariando o motivação da criação dos 750 cargos comissionados, inflando absurdamente a folha de pagamentos do município e criando uma espécie de “curral eleitoral”, ou seja, esses funcionários ficam de certa forma “comprados” para agirem de acordo com que o prefeito determina ao invés de trabalharem para o bem da cidade do aço. Tal atitude foi vista no dia da votação do processo de abertura de investigação do prefeito, onde centenas de funcionários de cargos comissionados e RPA´s compareceram à Camara Municipal de Volta Redonda para pressionarem os vereadores que desejavam abrir o processo investigativo que poderia causar a cassação do prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva.

O que motivou a Câmara de Vereadores de Volta Redonda para aprovar a criação dos cargos comissionados seria o fim do RPA através de uma decisão judicial, já que não possui vínculo empregatício e tampouco direitos trabalhistas.

O vereador Dinho, criou um projeto de lei e já protocolou na câmara, onde deverá ser votado em breve, revogando a lei que criou os 750 cargos comissionados, segundo o vereador, a finalidade da nova lei é a economia para o município. “- Nós não podemos continuar em Volta Redonda com um monte de gente contratada pelo RPA que foi prorrogado pela Justiça do Trabalho e ainda continuar com 750 cargos comissionados à disposição do chefe do poder executivo para que ele possa fazer o que bem entender” informou o vereador.

Em 22 de agosto de 2019, o jornal Diário do Vale, publicou uma matéria intitulada: “Volta Redonda vai terminar com RPA até final de outubro” onde o próprio prefeito, em contradição ao que ocorre agora, disse que: – Precisamos acabar com essas contratações, que são irregulares. Lembro que o RPA por muito tempo foi usado como prática de indicações políticas sem critérios. A grande maioria, entretanto, são profissionais competentes que estão há anos trabalhando sem direito trabalhista. Isso tem que acabar. Essa é a mudança que a sociedade queria. Esses três mil cargos eram de livre nomeação, tem servidores há 20 anos recebendo por RPA sem qualquer direito trabalhista. Por isso, vamos terminar com essa distorção e transformar três mil cargos em 750, mas esses com direitos trabalhistas. Os demais serão substituídos por concursados.Além disso, vamos economizar mais de R$ 6 milhões com esses cargos de livre nomeação – destacou o prefeito.

Então, por qual motivo a prefeitura recorreu à justiça para a manutenção dos cargos?

Vereadores aliados de Samuca Silva rejeitam pedido de cassação do prefeito

Nesta terça-feira(03) foi para votação na Câmara de Vereadores de Volta Redonda o requerimento enviado pelo vereador Carlinhos Santana pedindo a abertura de processo de cassação do prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva.

A sessão foi conturbada pois os presentes se dividiam em assessores, secretários e cargos comissionados ligados ao prefeito Samuca Silva e populares que lotaram a casa legislativa. Os defensores do prefeito levaram cartazes com dizeres “Fica Samuca” enquanto populares e pessoas ligadas aos vereadores oposicionistas do governo levaram cartazes com frases como “Fora Samuca”.

O pedido foi rejeitado por 13 votos contra o pedido e 8 votos a favor do pedido de investigação. Votaram contra a investigação: Maurício Pessoa, Paulo Conrado, Rodrigo Furtado, Novaes, Vair Duré, Fábio Bochecha, Edson Quinto, Isaac, Fernando Martins, Laydson, Luciano Mineirinho, José Augusto e Marcelo Moreira. Votaram a favor das investigações: Neném, Jari, Granato, Paulinho-RX, Bergone, Pastor Washington, Dinho e Tigrão.