Volta Redonda Notícias

Médicos de VR anunciam greve

Os médicos das maiores unidades hospitalares de Volta Redonda, anunciaram nesta segunda-feira(13), que a partir do dia 17 de janeiro, sexta-feira, irão iniciar uma paralisação de suas atividades por tempo indeterminado. O motivo seria o atraso nos pagamentos, a negociação frustrada com a administração do Hospital São João Batista e o modelo de contratação imposto pela OS.

Segundo informações em um documento endereçado ao Cremerj, apenas serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade serão mantidas.

Recentemente os médicos enviaram uma carta aberta para a população de Volta Redonda denunciando e criticando a OS que o poder público municipal “colocou à força” no Hospital São João Batista”.

Documento enviado ao Cremerj pelos médicos.

OS que está administrando o HSJB tem ligação com vereador de São Gonçalo – afirma blog

No Blog do Berta, em Agosto de 2019, o jornalista chamou a atenção para o fato da Associação Filantrópica Nova Esperança (AFNE) ter conseguindo um contrato milionário com o Governo Witzel através da eliminação dos concorrentes. Também informa que a OS teria na administração o vereador de São Gonçalo: Cláudio Rocha de Souza(PSDB).

Na reportagem que vocês podem acessar neste link em azul o jornalista afirma que a OS cresceu muito no último ano, saindo de uma simples sala em Campos dos Goytacazes para 4 salas na capital fluminense.

Médicos da Policlínica da Mulher escrevem carta aberta à população

Os médicos da Policlínica da Mulher, em Volta Redonda, divulgaram na página Médicos VR neste dia(01), uma carta aberta à população de Volta Redonda e ao prefeito Samuca Silva.

Na carta, eles afirmam que estão decepcionados, insatisfeitos e preocupados com edital de processo seletivo sumário publicado na sexta próxima passada (27/12/19). Segundo eles, a decepção é por não terem sido ouvidos quanto à regularização do vínculo empregatício e que alguns estão há 20 anos sem qualquer reajuste salarial. Já a preocupação é pelo fato do atendimento ser reconhecido como um dos melhores do estado do Rio de Janeiro e que poderá haver descontinuidade do atendimento das mulheres. A Insatisfação segundo eles é quanto à carga horária aumentada e salário diminuído contidos no edital divulgado no dia 27 de dezembro.

No conteúdo eles ainda afirmam que não irão se inscrever neste PROCESSO SELETIVO até que Secretaria Municipal de Saúde, a Coordenação da Média Complexidade e da Policlínica da Mulher, nos convoque para uma reunião.

Promessas de campanha

Por fim eles frisam que “a regularização da nossa situação trabalhista foi uma promessa tanto de sua campanha quanto após a sua eleição, no entanto, passados três anos do seu governo a situação continua a mesma.

No último dia 29, foram os médicos do HSJB que escreveram uma carta aberta à população de Volta Redonda.

Leia a carta na íntegra:

Médicos do HSJB escrevem carta aberta para a população de Volta Redonda

A página Médicos VR publicou nesta manhã uma carta aberta para a população de Volta Redonda para externar a insatisfação e preocupação quanto ao rumo destinado à instituição HSJB(Hospital São João Batista).

Na carta eles afirmam que foram “pegos de surpresa com a tomada da administração do HSJB pela Organização Social AFNE” e que, sem nenhuma transição, da noite para o dia, passaram à gerência da referida OS. Eles afirmam que que continuam trabalhando para a população de Volta Redonda por respeito, pois estão sem um contrato de trabalho e sem conhecer a política salarial da Organização Social.

Os médicos questionam a forma de contratação e a política salarial pois a Organização Social AFNE que impor uma contratação via Pessoa Jurídica(PJ), sem nenhum direito trabalhista.

No fim eles afirmam que não aceitarão a imposição do regime e tão pouco a política salarial praticada pela Organização Social AFNE e exigem respeito dessa administração com os médicos.

Veja a carta na íntegra:

Na última semana a Câmara Municipal de Volta Redonda autorizou a transferência de R$ 20 milhões da saúde para pagar 13º, segundo informou os vereadores.

Samuca Silva retirou R$ 20 milhões da saúde para pagar o 13º em Volta Redonda

O vereador Granato Washington utilizou as redes sociais neste dia 26 para demonstrar sua indignação com o prefeito Samuca Silva. No texto ele afirma: “De gestor a personagem fracassado”.

O motivo para o vídeo que foi postado no Facebook, é que, segundo o vereador, em uma sessão extraordinária, que seria a última do ano, foi convocada às pressas neste dia 26 para, “no apagar das luzes”, aprovar uma transferência de recursos que o município recebeu do Governo do Estado e que era destinada a saúde.

Os recursos, que totalizavam R$ 20 milhões, foi utilizado com aval da Câmara de Vereadores, para pagar o 13º dos servidores públicos, restando apenas R$ 1,8 milhão para o fim a que se destinava os recursos originalmente, ou seja, a saúde pública.

Ele afirma que o prefeito também utilizou o recursos dos fundos proibidos que são as chamadas “verbas carimbadas”, para fazer a folha de pagamento durante o ano.

Segundo o vereador, será utilizada a justiça para tentar reverter o quadro caótico a que o prefeito submeteu o município de Volta Redonda. No vídeo ele ainda afirma: – “Gastança sem limite que esse prefeito fez. A pior administração de todos os tempos, esse menino chamado gestor”. frisou o vereador.

Ele aproveitou o momento para criticar o gasto com a locação dos enfeites natalinos da Vila Santa Cecília que custaram ao município R$ 405 mil e também o show do Marcos e Belutti que segundo ele, a iniciativa privada iria pagar o show, mas não vai mais e que o custo da festa vai “ficar muito mais caro do que a gente imagina”.

Você concorda com o vereador?