Volta Redonda Notícias

Em retaliação à críticas, carro do Sindicato do Funcionalismo Público de Volta Redonda é apreendido.

Nesta quarta-feira(17), um carro que pertence ao Sindicato do Funcionalismo Público de Volta Redonda (SFPMVR) foi apreendido por agentes da Guarda Municipal, Policiais Militares e Fiscais da Secretaria do Meio Ambiente em frente ao prédio da Prefeitura por estar com som alto, e, segundo o prefeito e secretários, transmitindo em áudio ofensas morais ao prefeito e secretários municipais.

O carro foi apreendido e levado para o pátio da 93ª DP(Volta Redonda). Os secretários municipais e o Procurador Geral do Município registraram uma queixa de calúnia e difamação em face dos dirigentes do sindicato.

O começo da briga

No dia 09 de Dezembro deste mês o sindicato acima citado registrou um boletim de ocorrência e pediu que o prefeito seja processado e condenado por apropriação indébita com agravante já que o mesmo havia retido valores pertencentes ao funcionalismo público por ofício devido a cargo que possui .

A retaliação

Para que o carro fosse apreendido, foi necessário a utilização de um aparelho conhecido como decibelímetro, que apurou que o som vindo do carro estava com 90 decibéis enquanto o máximo permitido era 65. Se um cidadão telefonar para o CIOSP e pedir um decibelímetro para fiscalizar o som alto vindo de igrejas ou outros estabelecimentos não consegue com facilidade.

Também é de estranhar a diversidade de agentes que compareceram ao local apenas para apreender um carro, agentes da Guarda Municipal, Policiais Militares e Fiscais da Secretaria do Meio Ambiente. Neste mesmo momento o tráfico de drogas toma conta dos Condomínios “Minha Casa, Minha Vida” em Volta Redonda e as polícias não conseguem combater com eficiência meia dúzia de prédios com traficantes que aterrorizam a vida dos moradores destes locais.

Um membro do sindicato afirmou no Facebook que o carro estava em local público, lembrando a população de nossa cidade as promessas não cumpridas do prefeito. 

No final ele afirma: “Estamos diante de um prefeito que não aceita a verdade, e nem muito menos opiniões contrárias.

Nunca deixarei de lutar pelos direitos dos servidores municipais, tão prejudicados diante desta gestão catastrófica do atual prefeito.”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares