Volta Redonda Notícias

Produtora de “Porta dos Fundos” é alvo de ataque com coquetéis molotov

A produtora da série “Porta dos Fundos” foi alvo de um ataque na madrugada deste dia (24). Segundo informações, dois coquetéis molotov foram jogados na fachada do imóvel. 

As informações dão conta de que o segurança do estabelecimento viu uma moto na contramão e uma picape passando na hora em que os dois artefatos foram jogados.

Em nota, a assessoria informou que o “Porta dos Fundos condena qualquer ato de ódio e violência e, por isso, já disponibilizou as imagens das câmeras de segurança para as autoridades, para o Secretário de Segurança, e espera que os responsáveis pelos ataques sejam encontrados e punidos”.

O “Especial de Natal do Porta dos Fundos” deste ano, exibido na Netflix, gerou polêmica nas redes sociais. A produtora foi criticada por internautas pela maneira como retratou Jesus no especial. A obra insinua que Jesus teve uma experiência gay após passar 40 dias no deserto.

Grupos cristãos de várias denominações têm protestado nas redes sociais e feito críticas veementes ao especial por considerarem a produção ofensiva a sua fé.

Fachada da produtora do Porta dos Fundos, alvo de ataque na madrugada desta terça-feira (24) — Foto: Bette Lucchese/TV Globo


PRF deve retomar nesta segunda-feira uso de radares móveis em estradas

Operações da Polícia Rodoviária Federal (Divulgação/PRF)

Termina hoje (23) o prazo para que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) retome o uso de medidores de velocidade móveis e portáteis nas estradas.

No dia 11 de dezembro, a Justiça Federal atendeu a um pedido de liminar feito pelo Ministério Público Federal e entendeu que a falta dos radares pode causar danos à sociedade.

A decisão foi confirmada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, na última quarta-feira (18).

O TRF1 negou recurso da União e entendeu que não há motivos para anular a decisão da 1ª instância da Justiça Federal em Brasília, que determinou a retomada do uso de medidores de velocidade móveis e portáteis.

Os equipamentos móveis foram recolhidos em agosto, após a publicação de um despacho do presidente Jair Bolsonaro.

Na ocasião, foram revogados atos administrativos sobre a atividade de fiscalização eletrônica de velocidade em rodovias e estradas federais.

A Polícia Rodoviária havia pedido mais prazo para adotar medidas do ponto de vista logístico, contratual, administrativo, além de dar orientações em caráter nacional.

Empresário de VR realiza festa para crianças com recursos próprios e ainda sorteia uma moto para os clientes

O último final de semana foi de muita diversão, entretenimento e prêmio. Isso porque o novo parceiro do SUL FLUMINENSE ONLINE, o Rafael Oliveira, ou como é conhecido, o Rafael Gás, fez uma grande festa para criançada no Clube Flamenguinho, em Volta Redonda. Vários brinquedos infláveis, personagens, super-heróis e princesas, animaram a festa. Durante o ano inteiro, parte do valor que os clientes do Rafael pagam pelo gás é revertido para custear 100% a festa.

A ideia do empresário deu tão certo que ele resolveu ampliar. Esse ano ele sorteou uma moto. O lado social sempre presente. Filho de família humilde, ele conta que muitas crianças não têm a chance de participar de uma festa ou de ter um personagem que mais gosta. “A criança que não tem condições a gente manda o personagem de graça na casa dela. Todo mês a gente faz uma festa. Quando o cliente compra um gás é a certeza que o filho vai ter uma festa aqui no fim de ano”, explicou o Rafael.

Ele ainda apoio o esporte amador. Um festival de times foi realizado no mesmo dia da festa. Ele distribuiu os troféus para os campeões. O supervisor de vendas da Liquigás, E.A. Tavares, veio do Rio de Janeiro para prestigiar a festa. “Por sermos ligados a Petrobrás é muito importante, como o Rafael faz, estar ligado ao social. Ele arrecadou alimentos e ajuda famílias carentes e instituições. Isso agrega valor ao trabalho feito por ele”, afirmou o supervisor.

Os clientes que foram a festa elogiaram a iniciativa do empresário. “Sempre venho nas festas. E minha filha Nicole adora os personagens, os brinquedos e ele tá de parabéns de fazer isso para todos sem pedir nada em troca”, falou o cliente Luciano Mateus da Silva, do bairro Água Limpa.
A dona de casa, Flávia Rodrigues, do bairro Vila Brasília, cliente há mais de 3 anos. Para ela é a chance de proporcionar uma festa. “Muito humano da parte dele fazer uma festa assim. Ele não precisava fazer algo assim, mas é de coração e natural dele. Isso é raro por isso a gente sempre que puder venho”, ressaltou.

O sorteio foi transmitido AO VIVO nas redes sociais do nosso portal. A vencedora é uma simpática senhora do bairro Laranjal. A equipe do Rafael Gás foi pessoalmente contar a ela que ela tinha ganhado a moto zero quilômetro da promoção. Uma festa com presentão de natal que a aposentada Aparecida da Glória nem esperava. “Fiquei na dúvida na hora e pensei que fosse trote. Há quase 15 anos compro no Rafael Gás e hoje receber um presentão desse. Sempre quis ganhar uma televisão e veio na hora certa. Tem que acredita e o Rafael ajuda muita gente e ainda um presente desse”, comemorou.

A aposentada já recebeu a moto Yamaha Factor 150 na concessionaria e está feliz da vida com o presente. “Essa é minha missão de divertir e presentear a quem merece.. Essa é minha meta de vida”, frisou Rafael.

Créditos: Sul Fluminense Online

Em retaliação à críticas, carro do Sindicato do Funcionalismo Público de Volta Redonda é apreendido.

Nesta quarta-feira(17), um carro que pertence ao Sindicato do Funcionalismo Público de Volta Redonda (SFPMVR) foi apreendido por agentes da Guarda Municipal, Policiais Militares e Fiscais da Secretaria do Meio Ambiente em frente ao prédio da Prefeitura por estar com som alto, e, segundo o prefeito e secretários, transmitindo em áudio ofensas morais ao prefeito e secretários municipais.

O carro foi apreendido e levado para o pátio da 93ª DP(Volta Redonda). Os secretários municipais e o Procurador Geral do Município registraram uma queixa de calúnia e difamação em face dos dirigentes do sindicato.

O começo da briga

No dia 09 de Dezembro deste mês o sindicato acima citado registrou um boletim de ocorrência e pediu que o prefeito seja processado e condenado por apropriação indébita com agravante já que o mesmo havia retido valores pertencentes ao funcionalismo público por ofício devido a cargo que possui .

A retaliação

Para que o carro fosse apreendido, foi necessário a utilização de um aparelho conhecido como decibelímetro, que apurou que o som vindo do carro estava com 90 decibéis enquanto o máximo permitido era 65. Se um cidadão telefonar para o CIOSP e pedir um decibelímetro para fiscalizar o som alto vindo de igrejas ou outros estabelecimentos não consegue com facilidade.

Também é de estranhar a diversidade de agentes que compareceram ao local apenas para apreender um carro, agentes da Guarda Municipal, Policiais Militares e Fiscais da Secretaria do Meio Ambiente. Neste mesmo momento o tráfico de drogas toma conta dos Condomínios “Minha Casa, Minha Vida” em Volta Redonda e as polícias não conseguem combater com eficiência meia dúzia de prédios com traficantes que aterrorizam a vida dos moradores destes locais.

Um membro do sindicato afirmou no Facebook que o carro estava em local público, lembrando a população de nossa cidade as promessas não cumpridas do prefeito. 

No final ele afirma: “Estamos diante de um prefeito que não aceita a verdade, e nem muito menos opiniões contrárias.

Nunca deixarei de lutar pelos direitos dos servidores municipais, tão prejudicados diante desta gestão catastrófica do atual prefeito.”

Agora falta dinheiro e gestão. Prefeitura tem contas bloqueadas pela justiça.

A Prefeitura Municipal de Volta Redonda está com 100% das contas bloqueadas pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ). Décimo terceiro e salários dos servidores devem ser afetados.

O motivo para o bloqueio é um dívida referente a desapropriação de terras do Hospital Regional Zilda Arns que ocorreu na gestão passada, porém, deveria ter sido paga tanto pela administração anterior quanto pela atual administração já que é uma benfeitoria para toda a população de Volta Redonda e região não importando em qual administração foi feita. Quando uma empresa não paga uma dívida, pode ter os bens bloqueados pela justiça. O mesmo ocorre com a administração pública. Se um administrador ignora uma dívida e não se programa para pagar acontece o arresto nas contas públicas. Normalmente este tipo de penhora ocorre por má gestão dos recursos públicos. Vide caso da cidade do Rio de Janeiro.

Há 03 anos atual administração coloca a culpa na gestão anterior pelos problemas atuais de Volta Redonda, mesmo que em campanha política o atual prefeito Samuca Silva tenha afirmado que Volta Redonda tinha dinheiro e faltava gestão.

Há na política uma máxima que diz que “quem casa com a viúva herda os filhos”, o que em Volta Redonda parece não acontecer visto que a atual administração mesmo tendo 03 anos para mostrar algum serviço e melhorar a cidade de Volta Redonda, aparentemente está deixando a cidade pior do que antes. *”A folha de pagamento cresceu quase R$ 100 milhões por ano. Isso mesmo! O dado é oficial e consta em todos os boletins e informes oficiais sobre as contas da prefeitura de Volta Redonda.” *Dados do jornal Gazeta Sul. Segundo o mesmo jornal o aumento na folha de pagamento de deu por conta dos gordos salários a amigos do prefeito em cargos comissionados, aos RPA’s e com terceirizações desnecessárias.

Ainda neste mês a prefeitura tentou dar um calote no Sindicato dos Funcionários Públicos de Volta Redonda (SFPMVR) o que se transformou em caso de polícia já que o sindicato foi a delegacia para registrar um boletim de ocorrência e pedir que o prefeito seja processado e condenado por apropriação indébita com agravante já que fez por ofício devido a cargo que possui . Logo após o ocorrido, o prefeito regularizou os pagamentos. Foi também neste mês que Samuca Silva extinguiu a ajuda de custo para especialização dos servidores públicos. Cada funcionário que estivesse cursando uma faculdade, por exemplo, recebia uma ajuda de pouco mais de R$ 300,00. Dados do Jornal Gazeta Sul.

Nos últimos meses também aumentou os casos de reclamação por falta de médicos, postos de saúde fechando e falta de remédios na farmácia popular, o que contradiz a propagando em horário nobre no Fantástico onde a prefeitura tentou vender uma imagem de que está tudo bem utilizando seu dinheiro. Na cidade do Rio de Janeiro a justiça já identificou que os gastos com marketing podem ter sido um dos fatores que deixaram o município na situação que está, não me parecendo ser muito diferente do que ocorre aqui em Volta Redonda.

O ano de 2019 foi ano da saúde em Volta Redonda segundo propaganda da prefeitura municipal, porém, uma enquete feita no Jornal Gazeta Sul, 93% dos votos afirmam que o prefeito não cumpriu esta promessa conforme você pode ver abaixo.

Falta agora esperar novamente, o servidor esperar receber o 13º, o cidadão esperar aparecerem médicos nos postos de saúde, falta esperar as filas para exames laboratoriais, aguardar a fila para operar com os exames vencidos devido a demora, esperar a troca de lâmpadas das ruas escuras, esperar o ônibus que não vai chegar, esperar talvez, a próxima eleição para não repetir o erro de eleger prefeitos e vereadores que não trabalham para o bem do povo.

Cópia do B.O