Volta Redonda Notícias

Prefeito mentiu para o povo? Show do Réveillon de VR vai custar R$ 300 mil para o povo pagar

Os vereadores Jari e Carlinhos Santana foram para as redes sociais neste sábado(28), para, segundo eles, “mostrar a verdade” sobre o Réveillon de Volta Redonda que acontecerá na Vila Santa Cecília e contará com o show da dupla Marcos e Belutti.

O show que fora anunciado pelo prefeito Samuca Silva como sendo uma Parceria Público Privada entre o município e uma empresa misteriosa não é verdade. É o que afirma os vereadores Jari e Carlinhos Santana com base no Aviso de Ratificação que foi divulgado em um jornal de Volta Redonda. No informativo consta o valor de R$ 300mil para o município pagar para empresa Marcos e Belutti Produções Artísticas LTDA, ou seja, o povo de Volta Redonda vai ajudar a enriquecer ainda mais a vida dos artistas enquanto a população da cidade carece do básico para saúde, educação e segurança pública. Aqui vale uma observação: A média de cachê da dupla é em torno de R$ 150mil.

O que disso os vereadores:

“A Verdade sobre o Réveillon de Volta Redonda

Essa publicação que tive acesso, dando conta do pagamento de R$ 300 mil pela contratação da dupla Marcos e Belutti, contraria a divulgação da prefeitura que afirmava que, diante das dificuldades financeiras, faria a festa de Réveillon em parceria com a iniciativa privada.

Acho sim um absurdo isso! A cidade em crise financeira e a prefeitura pagando R$ 300 mil para um show! É no mínimo falta de bom senso e falta de prioridades!

Por conta disso, como vereador e representante legítimo da população, vou apresentar na Câmara um requerimento pedindo informações sobre a parceria público privada que teria financiado o Réveillon de Volta Redonda.” Informou Jari

Já o vereador Carlinhos Santana fez um vídeo onde ele afirma: – “Mais uma vez, dinheiro tirado da saúde e educação para poder “botar” no show que na realidade a população merece, mais tem muita prioridade nesta cidade. Mais uma vez, mais uma mentira”.

Samuca Silva retirou R$ 20 milhões da saúde para pagar o 13º em Volta Redonda

O vereador Granato Washington utilizou as redes sociais neste dia 26 para demonstrar sua indignação com o prefeito Samuca Silva. No texto ele afirma: “De gestor a personagem fracassado”.

O motivo para o vídeo que foi postado no Facebook, é que, segundo o vereador, em uma sessão extraordinária, que seria a última do ano, foi convocada às pressas neste dia 26 para, “no apagar das luzes”, aprovar uma transferência de recursos que o município recebeu do Governo do Estado e que era destinada a saúde.

Os recursos, que totalizavam R$ 20 milhões, foi utilizado com aval da Câmara de Vereadores, para pagar o 13º dos servidores públicos, restando apenas R$ 1,8 milhão para o fim a que se destinava os recursos originalmente, ou seja, a saúde pública.

Ele afirma que o prefeito também utilizou o recursos dos fundos proibidos que são as chamadas “verbas carimbadas”, para fazer a folha de pagamento durante o ano.

Segundo o vereador, será utilizada a justiça para tentar reverter o quadro caótico a que o prefeito submeteu o município de Volta Redonda. No vídeo ele ainda afirma: – “Gastança sem limite que esse prefeito fez. A pior administração de todos os tempos, esse menino chamado gestor”. frisou o vereador.

Ele aproveitou o momento para criticar o gasto com a locação dos enfeites natalinos da Vila Santa Cecília que custaram ao município R$ 405 mil e também o show do Marcos e Belutti que segundo ele, a iniciativa privada iria pagar o show, mas não vai mais e que o custo da festa vai “ficar muito mais caro do que a gente imagina”.

Você concorda com o vereador?

Verba da cultura pode ser usada na saúde? A resposta é: pode.

Muita discussão é abrangida sobre o tema se “Verba da cultura pode ser usada na saúde?

A resposta é bem simples: Pode.

Recentemente o prefeito de Colatina-ES redirecionou o dinheiro do Carnaval para a saúde e educação. Em Ouro Preto, enquanto em 2015 a prefeitura investiu R$ 1,5 milhão para receber os foliões, no ano de 2016 o valor estimado foi de R$ 100 mil, que serão gastos com limpeza, reforço da iluminação pública e segurança.

O que diz o Ministério Público onde ocorreu tal remanejamento:

O promotor de justiça da comarca de Piracuruca, em 2016, Silvano Gustavo Nunes, informou que solicitou a prefeitura desta cidade informações sobre a Lei Orçamentária e se há autorização da Câmara de Vereadores para aplicação dos recursos em outro setor. Segundo ele, a transferência de recursos de uma área para outra é permitida desde que na lei esteja prevista a verba, no entanto, é necessário que os vereadores autorizem a utilização do dinheiro em outro setor.

Ou seja, pode sim, desde que a Câmara de Vereadores autorize o remanejamento da verba.

Carnaval pode ser trocado por ambulância? Veja matéria

Com cachê em torno de R$ 150mil, Marcos e Belutti será atração do Réveillon em Volta Redonda

Os sertanejos Marcos e Belutti farão um show no Réveillon em Volta Redonda que acontecerá na Praça Brasil, na Vila Santa Cecília. O show é alvo de críticas de internautas devido ao valor do cachê dos artistas que está em torno de R$ 150mil. A informação é do site da Metropolitana FM 98.5.

As críticas correspondem às prioridades da atual gestão, já que com este valor, é possível reformar escolas, comprar equipamentos médicos ou remédios, consertar ruas esburacadas, contratar médicos para os postos de saúde, comprar lâmpadas para iluminação pública e diversas outras opções para benefício real da população, afinal, o show passa e as dívidas e problemas ficam.

O vereador Carlinhos Santana foi para as redes socais mostrar sua indignação que segundo ele “a POPULAÇÃO merece, mas temos muitas PRIORIDADES EMERGENCIAIS. O GOVERNO APOSTA NA POLÍTICA DE PÃO e CIRCO infelizmente”. – Vide post abaixo:

No ano passado a cidade recebeu um show do Titãs e também foi alvo de muitas críticas. Mesmo com as críticas do passado o prefeito repete a dose este ano.

Informações desconectas dão conta de que o show será pago por uma empresa privada, porém até o momento não houve transparência por parte do poder municipal a respeito do pagamento.

Produtora de “Porta dos Fundos” é alvo de ataque com coquetéis molotov

A produtora da série “Porta dos Fundos” foi alvo de um ataque na madrugada deste dia (24). Segundo informações, dois coquetéis molotov foram jogados na fachada do imóvel. 

As informações dão conta de que o segurança do estabelecimento viu uma moto na contramão e uma picape passando na hora em que os dois artefatos foram jogados.

Em nota, a assessoria informou que o “Porta dos Fundos condena qualquer ato de ódio e violência e, por isso, já disponibilizou as imagens das câmeras de segurança para as autoridades, para o Secretário de Segurança, e espera que os responsáveis pelos ataques sejam encontrados e punidos”.

O “Especial de Natal do Porta dos Fundos” deste ano, exibido na Netflix, gerou polêmica nas redes sociais. A produtora foi criticada por internautas pela maneira como retratou Jesus no especial. A obra insinua que Jesus teve uma experiência gay após passar 40 dias no deserto.

Grupos cristãos de várias denominações têm protestado nas redes sociais e feito críticas veementes ao especial por considerarem a produção ofensiva a sua fé.

Fachada da produtora do Porta dos Fundos, alvo de ataque na madrugada desta terça-feira (24) — Foto: Bette Lucchese/TV Globo