Volta Redonda Notícias

Bolsonaro autoriza envio das Forças Armadas para o Ceará

O presidente da República,Jair Bolsonaro, participa do lançamento da nova linha de crédito imobiliário com taxa fixa da Caixa Econômica Federal

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta quinta-feira (20) um decreto que autoriza o emprego das Forças Armadas no Ceará, a pedido do governador Camilo Santana. O estado vive uma crise na área de segurança pública, agravada pela paralisação de parte dos policiais militares, que estão amotinados em quarteis e batalhões. Por lei, policiais militares não podem fazer greve. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União e vale pelo período de 20 a 28 de fevereiro.   

“Acabei de assinar a GLO para Fortaleza [na verdade, para todo o Ceará], o governador preencheu os requisitos”, disse Bolsonaro na porta do Palácio do Alvorada, residência oficial. O presidente aproveitou para pedir que o Congresso aprove o projeto de lei que flexibiliza o conceito de excludente de ilicitude para agentes de segurança durante operações desse tipo.

“Deixo bem claro uma coisa, a gente precisa do Parlamento para que seja aprovado o excludente de ilicitude. A minha consciência fica pesada nesse momento, que tem muitos jovens de 20, 21 anos de idade, que vão estar na missão. Vão cumprir uma missão que se aproxima de uma guerra, e depois, caso venha qualquer problema, podem ser julgados por lei de paz. Temos que dar garantia jurídica, retaguarda jurídica para esses militares das Forças Armadas que estão nessa missão. É irresponsabilidade nós continuarmos fazendo essa operação sem dar a devida garantia para esses integrantes das Forças Armadas”, acrescentou Bolsonaro.

Ontem (19), o senador licenciado Cid Gomes, do Ceará, foi atingido por dois disparos de arma de fogo ao tentar furar um bloqueio feito por policiais grevistas no 3º Batalhão da Polícia Militar de Sobral, cidade a 275 quilômetros de Fortaleza. Depois de realizar uma cirurgia de emergência na cidade, o senador foi transferido para a capital e está fora de perigo.

Em postagem nas redes sociais, o governador Camilo Santana agradeceu a autorização dada pelo presidente da República. “Acabo de receber telefonema do ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Luiz Eduardo Ramos, informando que o presidente acaba de atender a nossa solicitação autorizando o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no estado do Ceará. Já havia sido autorizada também a presença da Força Nacional, aqui no estado, para atuar em conjunto com nossas forças de segurança. Todo o esforço será feito para garantir a proteção dos nossos irmãos e irmãs cearenses. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro pelo apoio do Governo Federal neste momento”, publicou Santana. 

Segundo o decreto de GLO, caberá ao ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, definir o comando responsável pela operação e alocação dos militares no estado.

Força Nacional 

Além das Forças Armadas, um grupo de agentes da Força Nacional de Segurança Pública embarcou para Fortaleza nesta quinta-feira. O envio da Força Nacional ao Ceará foi determinado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro, após solicitação do governador Camilo Santana em meio à crise de segurança no estado. 

Inicialmente, eles ficarão no estado por 30 dias. A portaria, autorizando a medida, está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (20). Em 2019, o governo federal já havia enviado a Força Nacional para conter uma onda de violência no estado nordestino. 

Vereador Jari convoca Secretário Municipal de Saúde para prestar esclarecimentos na Câmara Municipal

O vereador Jari, conseguiu nesta terça-feira(18), que um requerimento de sua autoria fosse aprovado para convocar o Secretário Municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, para prestar esclarecimentos sobre a OS Mahatma Gandhi, que administra o Hospital do Retiro, a OS Associação Filantrópica Nova Esperança(AFNE), que administra o Hospital São João Batista, prestar esclarecimentos sobre a falta de medicamentos nos postos de saúde do município, farmácias e hospitais municipais, falta de médicos, falta de realização de exames de alto custo e a falta de realização de cirurgia de cataratas e eletivas no município de Volta Redonda.

O secretário terá um prazo de 10 dias para comparecer na Câmara Municipal para responder aos questionamentos do vereador Jari. O mesmo vereador tentou diversas vezes no passado aprovar este requerimento mais foi impedido pela base aliada do prefeito Samuca Silva.

Cerca de 15 bairros estão sem água em Volta Redonda

A cidade de Volta Redonda está sofrendo uma crise no abastecimento de água que se arrasta há vários anos. Muitos bairros da cidade precisam lidar com este problema diariamente e aparentemente não existe solução.

Nesta terça-feira(19) diversos bairros estão sem água, tais como Niterói, Vila Rica/Três Poços, Vila Mury, Santo Agostinho, São Luiz, Coqueiros, São Sebastião, Caieiras, Voldac, Volta Grande, Nova Primavera, Vila Brasília, Morada da Colina, Retiro, Belo Horizonte e São Lucas.

Até o momento não existe nenhuma informação no site da prefeitura municipal ou do SAAE-VR.

Admissibilidade de impeachment de Samuca Silva será votado dia 03 de março

Vereadores da cidade de Volta Redonda irão votar sobre a admissibilidade de processo de impeachment em face do prefeito Samuca Silva no dia 03 de março de 2020. A votação seria nesta terça-feira(18) porém, Marcelo Moreira, suplente do vereador Carlinhos Santana não conseguiu chegar a tempo da votação pois estava no Rio de Janeiro para um procedimento médico.

Neste dia 18, manifestantes pró e contra o impeachment compareceram nas dependências da Câmara Municipal de Volta Redonda para protestarem sobre o assunto. Muitos assessores de vereadores que apoiam o prefeito Samuca Silva, estiveram na plenário para vaiar a ação dos vereadores que desejavam o impeachment. Por outro lado, manifestantes a favor do processo gritaram no plenário palavras como “FORA SAMUCA”.

Foto: Gazeta Sul

Relembre o caso:

O vereador Carlinhos Santana, protocolou na tarde desta quinta-feira(23), um pedido de Impeachment em face do prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva. Segundo o vereador, um dos motivos foi a questão orçamentária da qual o prefeito não estaria cumprindo emendas impositivas nos últimos dois anos. O vereador ainda afirmou possuir provas robustas sobre as irregularidades cometidas pelo prefeito da cidade do aço.

Leia na íntegra o pronunciamento do vereador nas redes sociais:

“Boa tarde população de Volta Redonda. Demorei muito para tomar essa decisão, porque, pensei nos prós e nos contras. Até mesmo bem da minha cidade. Mas como vereador dessa cidade, sendo fiscalizador a quase três anos do governo, em vários momentos, entendendo que deveria votar contra as mensagens, porque era contra a população de Volta Redonda, também em vários momentos votei a favor, por entender que era melhor para Volta Redonda, chega um ponto, que é muito complicado você assistir de camarote. Então eu tive que tomar uma decisão, por que a população de Volta Redonda reclama e até mesmo clama por uma investigação, por um processo mais firme, dessa casa legislativa. E hoje, no dia de hoje, eu protocolei, na casa, um pedido de abertura, de um processo de afastamento, de um processo de Impeachment do prefeito municipal. Por questões orçamentárias principalmente. Por não estar cumprindo as emendas impositivas dos últimos dois anos, processo que recebi com várias documentações robustas inclusive, que deverá ser avaliado, deverá ser analisado, e outros e outros problemas que vem acontecendo na nossa cidade, concurso público, concurso seletivo, e a gente vê que a cidade pena. Não faço isso por causa das eleições, porque senão estaria batendo hoje, estaria discutindo a questão do Impeachment agora para aproveitar o momento, mas eu já venho fazendo a defesa e a fiscalização do executivo nos últimos três anos. Agora vai ser aberto o processo, o presidente desta casa provavelmente tomará as medidas de decisão junto com demais vereadores inclusive, da abertura ou não, do processo investigativo, e aí tem vários trâmites de acordo com a lei orgânica do município, e que a gente espera que seja feito o melhor para nossa cidade. Eu não fujo da minha responsabilidade, eu não fujo da obrigação que foi me dado nas eleições de 2016. Então hoje, eu tomo essa decisão, pelo meu mandato, pela minha responsabilidade, e por todas as pessoas que acreditam no legislativo de Volta Redonda. Muito obrigado”

Inscrições para concurso público do TRE/RJ vão até o dia 26

O Tribunal de Contas do Rio de Janeiro (TCE/RJ) está com inscrições abertas para a seleção que oferece 40 vagas no cargo de Analista de Controle Externo, diversas Áreas.

A confirmação de participação pode ser feita pela página do concurso público, no site do Cebraspe até o dia 26 de fevereiro. A taxa de inscrição é de R$ 124,00 e pode ser paga até o dia 19 de março.

ANALISTA – São oferecidas oportunidades em quatro áreas para o cargo de Analista de Controle Externo: Ciências Contábeis, Controle Externo, Direito e Tecnologia da Informação. Cada uma delas exige dos interessados em concorrer diploma na área de graduação correspondente. O valor da remuneração inicial bruta é de R$ 13.708,81.

A seleção compreenderá as fases de provas objetivas e discursivas, que serão aplicadas, respectivamente, nas datas prováveis de 25 e 26 de abril, e avaliação de títulos. Todas as fases do certame ocorrerão na cidade do Rio de Janeiro/RJ.

SERVIÇO

Concurso público: Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE/RJ)

Cargos: Analista de Controle Externo

Vagas: 40

Remuneração: R$ 13.708,81

Inscrições: até 26 de fevereiro

Taxa: R$ 124,00

Provas objetivas e discursiva: 25 e 26 de abril

CONTATO

Outras informações no site do certame ou na Central de Atendimento ao Candidato, de segunda a sexta, das 8h30 às 18h30 – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do Cebraspe – (61) 3448 0100.